Início Noticias 50 Cent, Cardi B, Diddy, Snoop Dogg e mais pedem justiça no...

50 Cent, Cardi B, Diddy, Snoop Dogg e mais pedem justiça no caso George Floyd

47

A comunidade do hip-hop está solidária e exigindo justiça para um homem negro desarmado que foi morto recentemente pelas mãos de um policial em Minneapolis.

Na terça-feira (26 de maio), imagens de vídeo surgiram na internet e nas mídias sociais de um homem negro chamado George Floyd, que foi morto enquanto estava detido por um policial de Minneapolis. De acordo com um relatório da CBS News, o clipe de 10 minutos foi filmado por um espectador na segunda-feira (25 de maio). A pessoa que filmava testemunhou o policial com o joelho no pescoço de Floyd, enquanto o prendia no chão perto de um carro-patrulha.

No vídeo arrepiante, Floyd pode ser ouvido suplicando ao oficial, que estava acompanhado por outro membro do Departamento de Polícia de Minneapolis. “Não consigo respirar”, diz Floyd. Floyd também é ouvido gemendo e dizendo: “Meu estômago dói. Meu pescoço dói. Tudo dói… [eu preciso] de água ou algo assim. Por favor. Por favor. Por favor. Não consigo respirar, oficial … Não consigo respirar. Não posso respirar.”

Testemunhas em cena dizem ao policial, que ficou com o joelho no pescoço de Floyd por cerca de oito minutos, que o homem não consegue respirar e que o policial deve levantar Floyd do chão. A mulher que gravou afirmou que o nariz de Floyd começou a sangrar. A mulher também pediu repetidamente ao policial que verifique o pulso do homem, dizendo que ele “não responde” e que seu corpo não estava se mexendo. O oficial não se mexeu nem tirou o joelho do pescoço de Floyd. George Floyd, que aparentemente não respondia, ficou no local até os paramédicos chegarem e o levarem em uma maca.

Segundo a NBC News, na terça-feira (26 de maio), a polícia de Minneapolis divulgou um comunicado, afirmando que os policiais estavam atendendo a uma denúncia de “falsificação” e encontraram o suspeito em seu carro. A declaração também inclui que Floyd saiu do carro conforme as instruções, mas resistiu fisicamente aos policiais.

Não está claro o que aconteceu antes de Floyd ser detido agressivamente pela polícia, mas o dono de um restaurante, cujas câmeras de segurança do estabelecimento também capturaram vídeos do incidente, disse que o homem não parecia resistir.

Quatro policiais foram demitidos após a detenção de George Floyd, que resultou em sua morte. O prefeito de Minneapolis, Jacob Frey, também disse que era a “decisão certa” demitir os policiais. “Quatro policiais do MPD envolvidos na morte de George Floyd foram demitidos”, disse o prefeito Frey em um tweet. “Esta é a decisão certa.”

Desde então, o FBI e as autoridades policiais estaduais lançaram uma investigação sobre a morte de Floyd. Não apenas houve manifestação em Minneapolis, mas as pessoas foram atacadas com gás lacrimogêneo e balas de borracha, exigindo a prisão dos quatro policiais que foram demitidos.

George Floyd, que foi criado em Houston, também teve uma carreira de rap nos anos 90. De acordo com o Houston Chronicle, Floyd usava o apelido de Big Floyd e trabalhou com a Screwed Up Click, liderado pela lenda de Houston, DJ Screw. Floyd também fazia parte do grupo Presidential Playas e fez um freestyle chamado “Sittin’ on Top of the World”, que circula na internet após sua morte.

Membros da comunidade hip-hop estão fazendo duras criticas nas mídias sociais para buscar justiça para o ex-artista. Os rappers estão exigindo justiça para Floyd, sua família e outros negros cujas vidas foram tiradas pelas mãos de policiais. Diddy, Cardi B, Snoop Dogg, 50 Cent, Ice Cube, Meek Mill, Chance The Rapper Juicy J e muito outros artistas entraram no movimento. Confira abaixo.

View this post on Instagram

#EnoughisEnough

A post shared by Diddy (@diddy) on

View this post on Instagram

?

A post shared by Diddy (@diddy) on

https://www.instagram.com/p/CAqPou3puAJ/?utm_source=ig_embed

View this post on Instagram

????? no justice just us?

A post shared by snoopdogg (@snoopdogg) on