A Boogie é acusado de dar golpe em revendedor de tênis

A Boogie Wit Da Hoodie pode estar em alta agora, depois que seu mais recente projeto HOODIE SZN estreou em primeiro lugar na parada Billboard 200, mas o rapper de Nova York e sua equipe também podem estar em águas quentes – se um revendedor de tênis estiver realmente falando a verdade. Alex Boro, de 19 anos, acusou A Boogie de enganá-lo e lhe dar um golpe de 50 pares de tênis.

Boro, que afirma ter feito cerca de US$ 300.000 em seu negócio de revenda em 2018, possui uma clientela impressionante para tão pouca idade. Outros clientes com quem ele lidou no passado incluem Offset, Lil Uzi Vert, Murda Beatz, Quavo e muito mais. Em 28 de janeiro, ele foi ao Twitter para relatar os eventos que aconteceram nos últimos dois meses entre Boro e o assistente da A Boogie, Sal.

“Em fevereiro de 2018, quase exatamente um ano atrás, recebi um telefonema de Sal, alegando ser assistente de A Boogie”, diz um tweet. “Sal me falou de A Boogie expressando seu interesse de fazer negócios comigo, prometendo salves e outros benefícios, se eu conseguir para ele alguns tênis por um bom preço. Ele me deu uma lista de tênis para pegar para A Boogie, e para a mãe de A Boogie”.

O revendedor afirma que já lidou com muitos amigos de A Boogie antes, então ele concordou com o acordo que incluiria cerca de US$ 10 mil em tênis. De acordo com Boro, os pares incluíam Off-White x Air Max 97, Pharrell x Adidas NMD Human Races para sua mãe, Yeezy 350 v2 nas cores “Frozen Yellow” e “Beluga” para seus amigos, e uma variedade de Air Jordan 11.

Depois de concordar com os pares, Boro diz que ele dirigiu para a casa de New Jersey do rapper de 24 anos para deixá-los. Ele deixou um carro cheio de tênis na casa, mas só encontrou Sal e companhia no estúdio do artista, a cerca de 40 minutos de distância, onde supostamente ele deveria ser pago. Ele foi informado por Sal que ele não tinha dinheiro para pagá-lo naquele momento, mas ele iria dar dinheiro no dia seguinte. Meses se passaram e Boro perdeu contato com o Sal. Eventualmente, ele viu A Boogie e Sal exibindo os pares que ainda não haviam sido pagos no Instagram e foi ai que ele resolveu contar toda a história.

No início deste mês, ainda sem receber pagamento, Boro foi contatado por A Boogie, que se desculpou dizendo que não estava ciente da situação. Sal repetiu que o rapper não sabia da situação do tênis. De acordo com Boro, Sal bloqueou seu número após a conversa com A Boogie e ele ainda não recebeu US$ 10.000 ou teve os tênis devolvidos. Sal negou todas as alegações feitas contra ele, mas queria não ser citado para esta história.

Hoje, o rapper do Bronx abordou a situação através de sua história no Instagram dizendo: “Negócios sorrateiros caíram nas minhas costas com um assistente que acabou de ser demitido por causa da situação. Desculpe o garoto de tênis [Boro], que está me culpando. Eu ia ajudá-lo, mas ele expôs informações sobre mim, o que me fez mudar de ideia.” Ele continuou dizendo que daria a Boro o dinheiro que ele deve quando voltar a Nova York na próxima semana. “Eu vou cuidar do erro que ele fez, mas eu quero que ele esclareça que eu nunca fiz negócios com ele. Foi tudo mal trabalho de uma pessoa que tinha trabalhado para mim.”

Esta não é aparentemente a primeira vez que transações com rappers deram errado para Boro. Em setembro de 2018 , ele atacou o gerente de Lil Uzi Vert de o enganar na compra de um Yeezy Boost 700 e vários pares da coleção Off-White x Nike “The Ten”.

Sair da versão mobile