Álbum “Daystar” de Tory Lanez é boicotado e pode fazer estreia pior do que 6ix9ine nos charts Billboard

468

Os primeiros números para o novo álbum de Tory Lanez, Daystar, foram revelados.

De acordo com o Hits Daily Double, o novo álbum de Tory Lanez está a caminho de vender entre 40.000 e 50.000 unidades na primeira semana. Desse total, 2.000 a 3.000 unidades serão supostamente vendas tradicionais. Esta seria uma estreia pior da que o rapper 6ix9ine com seu álbum “Tattle Talles”, que fez sua estreia na 4° posição após vender 57 mil cópias.

A pior primeira semana de sua carreira de Tory até agora foi com seu primeiro álbum de estúdio, I Told You, que vendeu 52.000. Dependendo de como o álbum do Daystar se sai durante o restante desta semana, há uma chance do Daystar estabelecer as novas vendas mais baixas na primeira semana da carreira de Lanez.

Isso pode ser uma surpresa, considerando a enorme história em torno do projeto. Então, novamente, a grande história em torno do projeto é provavelmente a razão para o baixo número de vendas. Depois que Tory ficou em silêncio por meses sobre o tiroteio envolvendo Megan Thee Stallion, no qual ele é acusado por Megan de ser o homem  que apertou o gatilho, o álbum surpresa chegou em 25 de setembro, servindo como sua declaração sobre o assunto. Ele fez um rap sobre o incidente ao longo do disco.

O cantor de rap canadense foi criticado por várias pessoas por lançar um álbum em vez de fazer uma declaração definitiva sobre o assunto. Rick Ross atacou Tory em um vídeo no Instagram, chamando o lançamento e a jogada imprudente. “Tory Lanez, má decisão, irmão, ter lançado esse projeto”, Ross começou no vídeo em sua história no Instagram. “Só por respeito a Breonna Taylor. Só por respeito a Breonna Taylor, irmão. Temos que respeitar essas irmãs. Não é assim que você aborda as acusações que está enfrentando com a irmã. Essa foi uma escolha ruim, cara. Você não vai ganhar nenhum dinheiro com essa merda. “