Amigo de Pop Smoke e Fivio Foreign, rapper Tdott Woo é assassinado horas depois de assinar contrato com gravadora

Rapper tinha acabado de assinar um contrato que mudaria sua vida.

Terminamos o ano passando pedindo que a violência armada desenfreada no Hip Hop diminuísse em 2022, mas parece que isso não está acontecendo. Menos de 24 horas depois que o rapper do Brooklyn Drill, Nas Blixky, foi baleado na cabeça, o colega nativo do Brooklyn, Tdott Woo, foi morto a tiros.

A notícia chega poucas horas depois de Tdott – que inventou o Woo Walk – comemorar seu novo contrato com a Million Dollar Music Record Label. A gravadora deu as boas-vindas a Tdott na família MDM em seu stories do Instagram com um post que dizia: “Adoro receber @tdott_woo na gravadora como artista oficial do MDM e a jornada começa”.

Foto: reprodução

O Bronx News 12 relata que o rapper de 22 anos foi baleado na tarde de terça-feira em Canarsie, perto do cruzamento da East 98th Street e Avenue L e transportado para o Brookdale Hospital, onde morreu. O diretor de vídeo Jeremi Thi Lam confirmou sua morte com um post no Instagram.

“O Woo-Walker”, escreveu ele. “Você sempre foi uma estrela e eu fiz questão de te dizer isso em todas as chances que tive. Você inspirou tantas pessoas diariamente! As crianças te amam! Minhas condolências vão para sua família e FIVI também. Essa merda machuca meu coração… Dança ai no céu meu irmão. Você estará com Pop agora.”

O empresário de Tdott Woo expressou sua descrença no Twitter, compartilhando um trecho do vídeo de agosto de 2019 da Fivio Foreign “Big Drip” e creditou Tdott pelo sucesso do visual. O video acumulou mais de 72 milhões de visualizações no YouTube desde o seu lançamento. “RIP TDOTT”, escreveu ele. “Grande razão pela qual ‘Big Drip’ surgiu.

Tdott Woo apareceu em vários vídeos ao lado do falecido Pop Smoke e Fivio Foreign. Pop teve o mesmo destino em fevereiro de 2020, quando foi baleado e morto em Hollywood Hills durante um assalto fracassado. Cerca de cinco meses depois, o Departamento de Polícia de Los Angeles prendeu várias pessoas pelo assassinato, incluindo dois jovens.

Um detetive envolvido no caso testemunhou no tribunal que o grupo de adolescentes que se acredita ser responsável pelo assassinato estava desesperado para roubar o Rolex cravejado de diamantes de Pop Smoke. O suposto atirador também tinha apenas 15 anos. O investigador disse que estava de olho na corrente cubana de elos de Pop Smoke, mas só conseguiu o relógio, revendido depois por US $ 2.000.

Sair da versão mobile