O relatório também afirma que o rapper foi preso em um aeroporto no ano passado.

Ainda há outro relatório sobre as autoridades e sua investigação sobre o Juice WRLD antes de sua morte. Na segunda-feira, o TMZ compartilhou que a polícia havia revistado o avião do Juice WRLD, nome real Jarad Anthony Higgins, em uma ocasião anterior, pois ele era suspeito de transportar substâncias ilegais. Agora, o canal compartilha que eles conversaram com pessoas do círculo íntimo de Higgins que estão chateadas com as autoridades há algum tempo porque sentem que ele estava sendo investigado por ser negro.

De acordo com o TMZ , aqueles com quem conversaram sugeriram que, porque Juice WRLD era um jovem negro, famoso e rico, ele se tornou um alvo para a polícia. A publicação afirmou que esses amigos chamavam de suspeitas as interações do rapper com a polícia, especialmente porque agentes federais pareciam para revistar os intens do rapper em aeroportos em vários locais quando Higgins estava chegando ou partindo.

O relatório também afirma que Juice WRLD foi preso em Nova York em 2018, depois que suas malas foram revistadas e “itens proibidos” foram encontrados. A TMZ alega que esses itens incluíam garrafas de codeína e maconha. A ex-namorada do rapper se apresentou para dizer que não está surpresa que as drogas possam estar relacionadas à sua morte, porque ela alega que ele bebia diariamente Lean com Percocets. No entanto, a causa da morte do rapper é atualmente inconclusiva, pois o uso de drogas ainda não foi apontado como um fator contribuinte para a convulsão que acabou com sua vida.