Na semana passada, Adidas e Balenciaga se uniram para duas novas colorways de sua colaboração no tênis Triple SAdidas e Balenciaga são dois líderes em suas respectivas aéreas. A Balenciaga é uma das maiores grifes de moda do mundo, enquanto a Adidas é líder em roupas esportivas. Não deve ser surpresa que esses dois queiram se unir, especialmente pelo fato da Yeezy, marca de Kanye West, já estar trabalhando ao lado de Balenciaga.

Com essa colaboração fresca em nossas mentes, a HNHH decidiu revisitar algumas das melhores colaborações de tênis de todos os tempos. Esses tipos de colaborações são relativamente novas quando se trata do mundo dos tênis, e os fãs de tênis e os amantes da moda geralmente estão divididos sobre o assunto, no entanto, algumas marcas fizeram um trabalho perfeito ao trazer estética de alta moda para silhuetas icônicas de tênis.

Confira a lista do Top 5 segundo eles abaixo:

Nike Air Fear of God 1

Jerry Lorenzo é um dos melhores designers de streetwear e moda atualmente. Sua grife Fear of God alcançou muito, apesar de não ser uma marca de legado como Dior ou Prada. No momento, Lorenzo está trabalhando com a Adidas, no entanto, seu trabalho com a Nike ajudou a coloca-lo como um dos maiores nomes do mundo da moda.

Sua melhor silhueta com a Nike foi, sem dúvida, o Nike Air Fear Of God 1. Este modelo misturou as linhas de basquete e moda, pois o tênis foi realmente usado nas quadras da NBA por nomes como PJ Tucker. Confira nosso editorial sobre este tênis aqui.

Prada x Adidas Superstar

Um dos tênis mais populares e icônicos da Adidas é o Superstar. Além do Stan Smith, nenhum outro tênis Adidas é tão reconhecível quanto este. Dito isto, o Superstar é a melhor tela para uma colaboração. Você realmente não precisa fazer muito com este modelo para torná-lo pop. Na colaboração Adidas Superstar x Prada, a Prada mantém as coisas completamente simples, adicionando seu logotipo na lateral do calçado. Eles também mantêm a clássica colorway branca e preta do Superstar, que adiciona outra camada a esta colaboração. Às vezes, apenas um logotipo é necessário para tornar algo elevado.

CDG x Converse Chuck 70 

O Comme Des Garcons x Chuck 70 é perfeito em todos os sentidos. É um calçado muito simples, pois pega a silhueta Chuck 70 da Converse que todos conhecemos e amamos e adiciona o logotipo de coração da CDG a tudo. Esse visual é absolutamente lindo e é algo que funciona com todos os tipos de roupas. Ao longo dos anos, este modelo permaneceu em alta rotação e é algo que a CDG e a Converse continuam a vender. Neste ponto, é um tênis de lançamento geral porque as pessoas o amam muito. Pode-se até argumentar que é tão básico quanto o velho Chuck Taylor. Dito isto, é claro que esta é uma colaboração de designers que as pessoas lembrarão por anos.

Dior x Air Jordan 1 High

Atualmente, todos sabem sobre a colaboração Dior x Air Jordan 1. Este modelo foi lançado há apenas alguns anos e já causou um enorme impacto no mundo dos tênis. Ele saiu em versões de cano alto e baixo. Ao contrário da colaboração da Prada, a Dior toma algumas liberdades criativas muito interessantes com este calçado. Como você pode ver, Dior está escrito em todo o swoosh da Nike e também está escrito dentro do logotipo Wings. A colorway branca e cinza também ajuda a tornar este tênis impecavelmente limpo e, no que diz respeito às colaborações de designers, essa será para sempre lembrada por sneakerheads e gurus da alta moda.

Off-White x Nike “The Ten”

A obra-prima de Virgil Abloh é sua colaboração “The Ten” com a NikeEsta foi sua primeira coleção com a marca e, no final, lançou o designer ao status de superstar que acabaria por trabalhar na Louis Vuitton. Virgil faleceu, mas seu legado com a Off-White, Nike e LV ainda vive. A “The Ten” é um lembrete do talento genial de Virgil quando se trata de design DIY despojado.

Ele pegou 10 silhuetas icônicas da Nike e as transformou em algo que os sneakerheads nunca tinham visto antes. Desde os fechos de zíper e lacres até a escrita na entressola e nos cadarços, Virgil pegou o design do tênis e o virou completamente de cabeça para baixo. As 10 peças originais viverão para sempre como peças icônicas da história dos tênis e sem Virgil, não teríamos metade dos desgins inovadores que temos hoje.