Associado de Tekashi 6ix9ine se declara culpado em caso de extorsão

1k
COMPARTILHAMENTOS
2.7k
VISUALIZAÇÕES

Um terceiro homem se declarou culpado no caso de extorsão de Tekashi.

Alguns meses atrás, Tekashi 6ix9ine entrou com uma confissão de culpa em seu caso de extorsão em andamento. Ele está atualmente aguardando julgamento, que acontecerá no ano que vem, onde será determinado quanto tempo ele passará na prisão, caso houver esse tipo de pena. 

Em um novo relatório, DJ Akademiks disse que a equipe do rapper está esperando que ele seja libertado em 2020, o que significaria que eles estão extremamente esperançosos de que sua cooperação com os federais tenha valido a pena. Na semana passada, foi relatado que o ex-empresário de Tekashi, Kifano “Shotti” Jordan, também havia entrado com uma declaração de culpa por duas acusações de armas relacionadas ao caso.

A última atualização tem a ver com Jensel “Ish” Butler, que se declarou culpado. Em documentos judiciais obtidos pela Complex, Butler supostamente se declarou culpado de uma acusação de porte de armas relacionada a um roubo há um ano em Manhattan. Vários membros da gangue Nine Trey Gangsta Blood estavam envolvidos em roubar um ex-associado, o ameaçando com armas. A bolsa de Scum Lord D!Zzy foi encontrada após a polícia ter invadido o apartamento de 6ix9ine em setembro.

O relatório observa que Butler admitiu “conscientemente usar e portar armas de fogo, e na promoção de tal crime possuía armas de fogo, ajudou e encorajou o uso, algumas das quais foram brandidas”. A sentença do homem está marcada para 18 de julho.

[Total: 0    Média: 0/5]

Relacionados