Com boneco enforcado em árvore, homem vestido com roupas da Ku Klux Klan faz discurso em Porto Alegre

Parece mentira, mas não é.

Nesta semana, um homem vestido com roupas da Ku Klux Klan fez um discurso em Porto Alegre durante uma passeata em apoio ao presidente da república Jair Bolsonaro. O ato aconteceu na última quarta-feira (21) no Parcão, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Em um vídeo que circula na internet, podemos ver um homem com vestimentas da  KKK com um microfone em suas mãos pedindo fim ao comunismo. No vídeo também podemos ver um boneco enforcado em uma árvore, no que pode ser uma alusão aos muitos homens negros assassinados barbaramente por organizações supremacistas, como a KKK, e racistas norte-americanos durante décadas.

Segundo a Revista Forum, a ação se tratou de uma encenação em que um homem vestido como carrasco da Ku Klux Klan – movimento que unia grupos reacionários nos EUA sob a bandeira da supremacia branca – enforcava “comunistas” e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em apoio a Jair Bolsonaro (Sem partido).

Grande parte dos manifestantes vestia amarelo e utilizava adereços como bandeiras e chapéus em alusão ao Brasil. Muitos estavam com as camisas da CBF. Discursos e faixas faziam duras críticas a ministros do STF. Alguns manifestantes solicitavam o impeachment dos ministros, alegando que decisões jurídicas tinham caráter político. Um grupo menor de manifestantes pedia intervenção militar com a presença de Bolsonaro no poder.

Veja abaixo.

 

Até hoje essa ideologia supremacista ganha força nos EUA, com Trump a frente, e parece ganhar um eco sórdido em pleno dia de Tiradentes, na capital do Rio Grande do Sul. Veja o vídeo abaixo: