Elon Musk fala sobre rumores de que teve um caso com esposa do fundador do Google

Foto: Paul Hennessy/NurPhoto via Getty Images; JOSH EDELSON/AFP

Elon Musk abordou relatos de que teve um caso com a esposa de Sergey Brin.

Parece que a cada dois dias, Elon Musk se encontra em um novo escândalo. No fim de semana, uma reportagem do Wall Street Journal, alegou que o fundador da Tesla teve um caso com Nicole Shanahan, esposa do cofundador do Google, Sergey Brin. Os relatórios afirmaram que o caso entre Shanahan e Musk foi o que levou ao divórcio de Brin, ocasionando um drama entre os dois empresários de tecnologia.

De acordo com Musk, toda essa narrativa é completamente falsa. Ele respondeu aos rumores no Twitter, domingo, alegando que estava apenas em um jantar com Serget na noite anterior. Além disso, ele afirma que nunca passou um tempo com Shanahan sozinho. Toda vez que eles se viram, foi em locais públicos, disse Elon Musk.

Foto: Wikimedia Commons

“Isso é besteira total. Sergey e eu somos amigos e estávamos em uma festa juntos ontem à noite! Eu só vi Nicole duas vezes em três anos, ambas as vezes com muitas outras pessoas ao redor. Nada romântico”, escreveu ele.

“O WSJ fez tantas peças de sucesso contra mim e a minha empresa Tesla que perdi a conta! É embaraçoso para eles, francamente. Uma vez escreveram um artigo dizendo que o FBI estava prestes a me prender, então liguei para as autoridades para perguntar o que estava acontecendo e eles disseram: “O artigo do WSJ foi um absurdo total, mais um para a lista”, disse ele em um tweet posterior.

Em notícias relacionadas, no início deste ano, a notícia de que Elon Musk comprou o Twitter causou um burburinho em todo o mundo – atraindo algumas pessoas com a promessa de liberdade de expressão na plataforma e afastando outras devido às travessuras passadas do bilionário. Como muitos previram, porém, o possível acordo parece estar desmoronando depois que o CEO da Tesla enviou uma carta ao conselho declarando sua intenção de encerrar a aquisição.

Confira abaixo as postagens no Twitter:

 

 

 

 

Sair da versão mobile