Emicida pede justiça por Bruno Pereira e Dom Phillips, mortos na Amazônia

Emicida usou sua potente voz para cobrar mais respostas pelo crime que chocou o mundo

Neste final de semana a Polícia Federal confirmou que o indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips foram mortos a tiros, com munição de caça. Segundo a análise, Bruno foi atingido por três disparos, dois no tórax e um na cabeça. Já Dom foi baleado uma vez, no tórax. O caso vem gerando muita revolta popular, inclusive dos artistas.

O rapper Emicida, bastante ligado a causas humanitárias  pediu justiça pelos dois homens e falou sobre as eleições durante show na Concha Acústica de Salvador. “Justiça para Bruno Pereira e Dom Phillips. Isso não pode ser normal, nem f*dendo. Esse lugar precisa se transformar num país urgentemente, mano. Urgentemente. Eu conto com vocês em Outubro,” exclamou Emicida.

Bruno Pereira e Dom Phillips estavam desaparecidos no Vale do Javari, no Amazonas, desde 5 de junho e foram encontrados mortos na última quarta, 15. Os corpos foram identificados após serem levados para o Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília.

O Guitarrista do SepulturaKisser também se pronunciou durante o festival Hellfest, em Clisson, na França. “Quero dedicar a próxima canção do Sepultura a dois caras que estavam desaparecidos na Floresta Amazônica e, infelizmente, foram mortos na Floresta Amazônica: o indigenista brasileiro Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips. Justiça para eles, é tudo o que pedimos: Justiça. Essa música é para eles,” falou.

Os restos mortais foram encontrados na quarta-feira (15), no Amazonas, após Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado”, confessar envolvimento no assassinato de Pereira e Phillips e indicar onde estavam os corpos.

Veja o vídeo abaixo: