Família de George Floyd planeja processar Kanye West após comentários do rapper

Kanye West deve ser processados pelos comentários sobre a morte de Floyd.

A família de George Floyd disse que está considerando tomar medidas legais contra Kanye West depois que o rapper alegou que o homem morreu por abuso de drogas. Kanye fez as alegações em uma aparição no podcast Drink Champs no sábado, enquanto discutia um novo documentário da conservadora Candace Owens, que nas últimas semanas apareceu frequentemente ao lado do rapper durante sua recente série de comentários antissemitas e racistas. Ela fez um documentário intitulado ‘A maior mentira já vendida: George Floyd e a ascensão do BLM [Black Lives Matter].’

Durante sua aparição no Drink Champs, Kanye West disse que Floyd não morreu asfixiado e sim de “Fentanyl”. Ele disse que o joelho do policial Derek Chauv, que foi julgado e condenado a prisão. “Eles injetaram fentanil nele, se você olhar, o joelho do cara não estava nem dessa forma (para matar)”, afirmou o rapper.

Candace Owens e Kanye West
Foto: Jason Davis/GI para DailyWire+

Ele passou a comparar Floyd ao designer Virgil Abloh, que morreu de câncer em novembro passado, antes de atacar a “mídia judaica” que ele alega que o “bloqueou”. “Diga-me, você pode mesmo postar essa entrevista? Mav (Maverick Carter) nem soltou minha entrevista, eles me bloquearam, a mídia judaica me bloqueou”, disse ele, poucos dias depois que suas contas de mídia social foram restringidas depois que ele fez vários comentários antissemitas.

O advogado de direitos civis Lee Merritt respondeu às alegações de West em nome da família de Floyd. “Embora não se possa difamar os mortos, a família de #GeorgeFloyd está considerando um processo pelas falsas declarações de Kanye sobre a forma de sua morte”, ele twittou em 16 de outubro. “Afirmar que Floyd morreu de fentanil e não da brutalidade estabelecida criminal e civilmente, mina e diminui a luta da família Floyd.”

Nas redes sociais, alguns fãs do Kanye West disseram que a fala do rapper foi tirada do contexto e que ele não desmereceu a morte de Floyd. “Ele sentiu nitidamente, ele só citou essa teoria da conspiração… não desrespeitou a morte do cara.” Disse uma pessoa, enquanto outra falou. “Vendo no contexto todo, ele não falou mal do George, na verdade ainda quase se emocionou, pois lembrou do grande amigo Virgil”, outro ainda disse: “Ele só falou a verdade, vocês distorcem tudo”

Vale destacar que durante o julgamento de Derek Chauvin, um médico confirmou que a causa da morte se deu pela asfixia após o joelho do policial ficar no pescoço de Floyd.  Derek Chauvin foi condenado pelo assassinato de Floyd em maio de 2020. Ele se ajoelhou no pescoço de Floyd por cerca de nove minutos enquanto o homem negro desarmado estava algemado e deitado de bruços na rua, gritando “não consigo respirar”.

Floyd morreu como resultado de “parada cardiorrespiratória complicando a aplicação da lei, contenção e compressão do pescoço”, de acordo com os resultados finais da autópsia dos médicos. Embora o fentanil tenha sido encontrado no sangue de Floyd, não foi suficiente para ser considerado fatal. O cardiologista Jonathan Rich disse ao tribunal no julgamento de Chauvin: “Posso afirmar com alto grau de certeza médica que George Floyd não morreu de um evento cardíaco primário e não morreu de overdose de drogas”.