sexta-feira, junho 18, 2021

Farm gera revolta ao dizer que vai ajudar família de Kathlen Romeu através de comissão em vendas

- Advertisement -spot_imgspot_img
- Advertisement -spot_imgspot_img

Farm está sendo alvo de justas críticas de influenciadores

O estilo de Kathlen de Oliveira Romeu, de 24 anos, que morreu na tarde de ontem (8), no Complexo do Lins, no Estado do Rio de Janeiro após uma trocas de tiros entre policiais e traficantes da região, exibido em suas fotos nas redes sociais tem conexão direta com uma badalada marca carioca de roupas femininas: a Farm. Ela era vendedora da loja da grife em Ipanema, na zona sul do Rio.

Hoje (9), o perfil oficial da marca nas redes sociais postou um conteúdo de pesar pela morte da funcionária, mas gerou uma grande revolta entre os internautas pois a a marca cita em seu texto que irá reverter as comissões de venda dos seus produtos, para que comprar com um código com o nome da Kathlen, para dar suporte para a família dela.

“A farm não cansa!!!! a comissão da kathlen vai ser revertida pra família – COMISSÃO – como se ela tivesse trabalhando. porém ela tá morta! patético, desrespeitoso demais. lucrar com um corpo preto assassinado”, disse indignada Jude Paulla.  Já a Andreza Delgado exclamou: “.@adorofarm é inadmissível que vocês usem a morte da funcionária de vocês para vender produto. Se querem fazer doação que retire o dinheiro direto e doem! Abutres racista!”. Outro a se posicionar foi o Sukita: ” A Farm fazendo a Kathlen trabalhar depois de morta para reverter a COMISSÃO dela em vendas pra família. Eu tô-bixo, eu nem sei como vou continuar meu dia”, reclamou nas redes sociais:

Confira o post da Farm e as indignações abaixo:

- Advertisement -spot_imgspot_img
- Advertisement -spot_img
RELACIONADOS