Início Destaque FBC lista os 10 rappers mais importantes do Brasil na década e...

FBC lista os 10 rappers mais importantes do Brasil na década e gera debate entre fãs

223

Emicida, Mano Brown, Djonga e outros aparecem na lista do rapper mineiro.

Estamos chegando ao final de mais uma década neste ano, com isso inúmeras listas de incontáveis tópicos vão surgir na internet antes que 2019 acabe. É claro que o hip-hop não iria ficar fora dessa. Nos últimos dias, Complex e Billboard já tem liberado algumas classificações, como a de Melhor Rapper e Melhor Álbum dentro do período de 2010 e 2019.

Após as listas citadas acima chegarem a nossas timelines, os fãs brasileiros começaram a falar sobre o assunto e a necessidade de uma classificação dos maiores rappers brasileiros na ultima década se mostrou necessária. Mas quem poderia listar os artistas? A resposta só poderia ser uma: FBC. O rapper mineiro, que acaba de lançar seu novo álbum Padrim, decidiu apresentar os 10 rapper brasileiros mais importante dos últimos 10 anos, na opinião dele.

Indo ao seu Twitter para tornar a lista pública, FBC divulgou uma classificação solida mas com alguns problemas e artistas questionados pelo público. Para o artista, Emicida carrega a coroa e não há como questionar. Depois do Zika, Marechal, Cabal, Mano Brown, Flora Matos. Criolo, Rico Dalasan, Diomedes e Djonga fecham o Top 10 que curiosamente não contem o quinto lugar. Será que FBC guardou a posição para ele mesmo?

A lista, é claro, gerou alguma reação on-line com muitos fãs entrando em um debate saudável nos comentários. Depois de FBC apresentar seus nomes, muitos fãs decidiram listar seus próprios 10 artistas mais importantes da década e muitos rappers foram citados. De BK’, Baco, Filipe Ret, Marcelo D2 e MV Bill a Haikaiss, Predella, Froid e Recayd, muitos nomes importantes para a cultura foram trazidos à tona.

Concordando ou não, a verdade é que o rap nacional pode encher inúmeras listas com artistas icônicos, que foram essenciais para a evolução do gênero e da música popular brasileira.