Seguir

Filipe Ret desabafa sobre ingratidão de novos artistas do Rap Nacional

Fazendo uma intensa reflexão, Filipe Ret comenta sobre a falta de gratidão.

Filipe Ret fez um forte desabafo na tarde desta quinta-feira (9) através do seu perfil no Twitter, dissecando a sua observação da ingratidão encontrada no cenário do rap, inclusive, por artistas que já foram ajudados por ele e que mantém influências suas. Nos comentários, seus fãs questionaram para quem se destinava desabafo, e outros também disseram que é uma autocrítica, por não ter mantido sua essência.

“Uns manos da cena que eu vi nascer, que inspirei, que fiz por eles sem nem eles saberem, que insisti em tratar na pureza…. Mas a soberba e o personagem tomou conta do coração de vocês. Se fosse para virar esses bundão que vocês viraram, eu preferia morrer duro. Enfia essas joias e o sucesso no cu”, desabafou o artista.

Nascido e criado no Catete, atualmente aos 37 anos, Filipe Ret vem preparando o lançamento de um novo single para este mês de março, porém sem mais informações ainda reveladas. Além disso, tem produzido também um novo álbum para 2023, emplacando o terceiro disco em três anos seguidos. O rapper iniciou sua carreira nas batalhas de rimas na Lapa, a partir de 2003, e vem mantendo seu legado até a atualidade, com muitas projeções.

O rapper tricolor fará um show no Maracanã na noite desta sexta-feira, às 19h30, na apresentação do lateral-esquerdo Marcelo no Fluminense. Vindo do continente europeu, o atleta foi formado nas categorias de base do clube de Xerém. Já em 2006, um ano após começar a integrar o time profissional da equipe carioca, foi contratado pelo Real Madrid, da Espanha. Inclusive, lá no CT do clube merengue, Ret e Marcelo já se encontraram.

Confira o post: