Gap anuncia corte de 500 empregos após ações cairem devido fim da parceria com Kanye West

Capa Kanye West

Foto: Imagens GVK/Bauer-Griffin/GC

GAP está cortando algumas vagas de empregos após ações cairem devido fim da parceria com Kanye West.

A Gap Inc. está cortando cerca de 500 empregos corporativos enquanto a varejista de roupas luta com a queda nas vendas. Os cortes de empregos, que incluem vagas em aberto, ocorrerão principalmente nos escritórios da Gap em São Francisco, Nova York e Ásia e atingirão vários departamentos, confirmou um representante da varejista na terça-feira. Os movimentos foram relatados pela primeira vez pelo The Wall Street Journal.

Grande parte por trás do motivo desse corte é o fim da relação que GAP e Kanye West mantinham. O rapper disse na semana passada que estava encerrando a parceria de sua empresa Yeezy com a Gap após acusar a varejista de violar os termos de seu acordo. Ye disse que a Gap não distribuiu produtos Yeezy em suas lojas até o segundo semestre de 2021 e não criou lojas dedicadas da Yeezy Gap como prometido. As ações da varejista caíram quase 4% após o anúncio do rapper.

“A Yeezy notificou a Gap de suas preocupações em agosto e deu à empresa um prazo contratual de 30 dias para corrigir suas violações”, disse Nicholas Gravante, advogado de Kanye, à CNBC. Ele disse que a Gap não tomou nenhuma ação sobre as preocupações. “Sempre foi um sonho meu estar na Gap e trazer o melhor produto possível”, disse o rapper ao “Closing Bell” da CNBC na quinta-feira. “Obviamente, sempre há lutas e disputas quando você está tentando construir algo novo e integrar equipes.”

Kanye disse que não conseguia definir os preços que queria em seus produtos e que não aprovava as seleções de cores. “Foi muito frustrante. Foi muito desanimador, porque acabei de colocar tudo o que tinha. Coloquei todos os meus principais relacionamentos”, disse Ye. “Nossa agenda não estava alinhada.” O rapper disse à CNBC que estava insatisfeito com o progresso no lançamento de lojas físicas da Yeezy em parceria com o varejista. A Gap confirmou mais tarde a interrupção, mas disse que ainda planeja trabalhar em seu pipeline de produtos Yeezy.

Sair da versão mobile