Seguir

Grupo suprematista branco espalha cartazes apoiando comentários de Kanye West contra judeus

Capa Kanye West Capa Kanye West
Foto: Reprodução

Kanye West está influenciando diversos grupos com suas recentes atitudes, incluindo supremacistas brancos.

Um grupo antissemita e supremacista branco colocou uma faixa acima de uma movimentada rodovia de Los Angeles no sábado, lendo “Kanye está certo sobre os judeus” após os comentários amplamente condenados de Kanye West. O grupo responsável pelos banners acima da Interestadual 405 parece ser a Liga de Defesa Goyim, uma rede de teóricos da conspiração antissemitas, de acordo com a Liga Antidifamação dos Judeus.

Um grupo também foi fotografado levantando os braços em uma saudação nazista acima das faixas. Seus apoiadores são responsáveis ​​por espalhar dezenas de mensagens antissemitas nos EUA enquanto se envolvem em diversas atitudes ofensivas visando o povo judeu, de acordo com a ADL. Kanye West ampliou comentários antissemitas e teorias da conspiração em entrevistas recentes e em postagens nas redes sociais, adotadas por grupos antissemitas e influenciadores de extrema direita, aproveitando suas observações para avançar suas próprias agendas e campanhas de propaganda.

Rancho Wyoming 'Yeezy Campus' de Kanye West não está mais à venda – Celebrity Land Brasil
Foto: Reprodução

A Liga de Defesa Goyim, realizou repetidamente diversas atitudes antissemitas nas rodovias dos EUA, incluindo uma faixa acima de um viaduto em Austin, Texas, onde se lê “MATE OS JUDEUS”. As alegações de Kanye West também amplificam uma teoria da conspiração de longa data de que o povo judeu é desproporcionalmente, uma afirmação que alimentou a violência contra o povo por séculos.

Em uma entrevista com Piers Morgan em 19 de outubro, o rapper foi perguntado se ele se arrependia de ameaçar “O povo judeu”. “Não, absolutamente não”, respondeu ele. “Combati fogo com fogo. Não estou aqui para me molhar”. Mais tarde, Kanye West disse que “sente muito pelas pessoas que machuquei” e “pela confusão que causei”. “Sinto que causei mágoa e confusão e sinto muito pelas famílias que não tiveram nada a ver com o trauma pelo qual passei”, acrescentou.

Em notícias relacionadas, Kanye West disse que tem ciúmes da cultura judaica e citou “tenho inveja de como eles não abortam seus filhos”. “Tenho inveja de como eles não atiram uns nos outros nas ruas e depois fazem rap sobre isso. Tenho inveja de como suas famílias ficam juntas. Tenho inveja que eles desligam seus telefones nas noites de sexta-feira e a família se reúne. Tenho inveja de como eles fazem negócios juntos. E eu quero isso para os judeus mais escuros, eu quero isso para os negros. Precisamos disso”.

Confira abaixo as postagens no Twitter:

https://twitter.com/chadloder/status/1583976373504208896?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1583976373504208896%7Ctwgr%5E25ca3920e97bf4f60e08d27c5537e3651e03daa4%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fd-31475674992971242260.ampproject.net%2F2210010655000%2Fframe.html