‘Infiltrados’ distribuem água com laxante para Bolsonaristas, que pedem doação de banheiro químico

Manifestantes ainda não entenderam que o povo preferiu o candidato petista para ser próximo presidente do Brasil

Manifestantes bolsonaristas que protestam em frente ao Quartel General do Exército, em Brasília, afirmam terem passado mal após beberem água com laxante. Segundo eles, a água teria sido entregue por infiltrados. Nas redes sociais, lideranças dos movimentos de bloqueios nas rodovias alertaram e pedem ajuda para conseguirem banheiro químico.

Desde domingo (30), após a vitória do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva, grupos de caminhoneiros e manifestantes bolsonaristas interditam estradas em atos antidemocráticos. O grupo acampado não aceita o resultado da Eleição 2022, que deu a vitória nas urnas ao petista Luiz Inácio Lula da Silva. Eles seguem no ato com o objetivo de pedir ajuda das Forças Armadas para “manter o país em ordem”. Pelo acampamento, é possível ouvir palavras de guerra contra Lula, além de comemorações quando fake news se espalham pelo espaço.

Além disso, o grupo começou a se articular para pedir doações a fim de alugar um banheiro químico. O grupo acredita que pessoas infiltradas estejam distribuindo comida e bebida contaminada a fim de provocar doença. O grupo agora conta com 34 banheiros químicos, que custam, cada um, R$100 por dia.

Lembrando que o pedido pela ação dos militares é inconstitucional, visto que a Constituição de 1988 proíbe intervenção militar sob pretexto de “restauração da ordem

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), por exemplo, afirmou na última terça-feira (1) que as manifestações bolsonaristas bloqueando rodovias federais e estaduais “agridem frontalmente” os princípios da maioria, da igualdade e da liberdade, considerados pela instituição fundamentais à democracia.

Confira os posts abaixo:

https://twitter.com/BotecoOfComics/status/1587911849483374593