Jennifer Hough retira processo de assédio contra Nicki Minaj

Com receio de ser processada por mentir, Jennifer retirou as acusações.

Jennifer Hough, mulher que acusa o marido de Nicki Minaj de estuprá-la em 1994, em agosto de 2021, abriu um processo contra o casal, acusando-os de intimidá-la – e deu a primeira entrevista na televisão sobre o caso. Recentemente trouxemos informações de que ela não conseguiu reunir provas para confirmar o processo, e agora está sendo relatado que ela decidiu retirar a acusação e abandonou o caso, com receio de ser processada por mentir.

No processo, Hough acusa o casal de intimidação de testemunhas, inflição intencional de sofrimento emocional, assédio, espancamento e agressão sexual e alega ter sido assediada e intimidada a não falar abertamente sobre o estupro. “Estou cansada de ter medo,” disse Hough em entrevista ao The Real. Ela e seu advogado.

Logo depois que soubo do processo, o advogado de Nicki Minaj pediu sanções ao tribunal, afirmando que a acusação de Jennifer foi uma falsidade descarada. Meses depois foi revelado que a mulher falhou e enviar provas ao tribunal. Jennifer chegou até mesmo ir em um programa de TV afirmar que Nicki Minaj ofereceu dinheiro e enviou pessoas para ameaçá-la, para que ela retirasse antigas acusações contra o marido da rapper.

Após falhar em enviar provas, o advogado de Nicki Minaj pediu para a mulher retirar a acusação se não entraria com medidas legais contra ela, e foi isso que ela fez. Todas as acusações contra a rapper da Young Money foram arquivadas.

Sair da versão mobile