Johnny Monteiro, Scarp e Rhymez SBMG liberam inédita “Suspeito e Artista”; confira

A faixa chega nas ruas com um videoclipe

Os artistas Johnny Monteiro, Scarp e Rhymez SBMG se unem na faixa “Suspeito e Artista”. O single conta com a produção e mix/master do Johnny Monteiro e direção audiovisual por Gabriel Camacho. O som está disponível em todas as plataformas digitais.

A faixa “Suspeito e Artista” fala da dualidade que é ser um artista negro de origem humilde que, ao expôr sua realidade em suas músicas, sente que sua cor de pele, seu jeito de vestir e narrativas, entre outros vários fatores sociais, o colocam em cheque com o olhar da sociedade, muitas vezes de negação dele enquanto artista criativo e merecedor de reconhecimento.

Em uma entrevista com o RapMais os artistas falaram um pouca da criação da faixa “Esta produção começou ouvindo Tory lanez – Broke in a Minute, deu 1 faísca na hora e fiz um arpejo, salvei só o arpejo já timbrado como “Stranger Lanez”, referencia obvia. Depois acabei retornando e fazendo o loop principal total. Quando mandei o beat pro Scarp, ele já respondeu gravado, padrão dele é esse, algumas semanas depois mostrei a faixa pro Rhymez, que perguntou o que o scarp estava falando, e já chegou com as linhas firmes na mesma temática,” diz Johnny.

“Esse som surgiu logo depois do Johnny ter mandado um Beat pra mim, que eu me identifiquei muito, até brinquei dizendo que a música já veio pronta porque realmente o instrumental soava como um som pronto pra mim, então num processo bem rápido, daqui de casa mesmo do meu home studio, eu compus e gravei, mandei o MP3 pra ele na versão guia, e ele pilhou tanto quanto eu nesse som, depois ele mandou pro Rhymez, que também curtiu a ideia e complementou com seu verso muito foda na faixa, fechando o som ‘Suspeito e Artista’.” fala Scarp.

“Na criação dela eu prezei por mostrar o quanto um Artista periférico é julgado por quem não presencia a realidade da favela, como o preconceito enraizado ou até mesmo aquele que pensamos “como alguém ainda pode pensar assim?” esta presente demais na sociedade como um todo, artistas periféricos que aos olhos maldosos e as mídias são bandidos.” finaliza Scarp

Com um recurso de Rhymez SBMG, o artista também falou sobre como foi o início de sua carreira e percebeu querer participar do mundo do rap: “Percebi que queria continuar fazendo música e levar minha carreira a sério quando comecei a entrar em depressão e não tinha ninguém em quem realmente confiasse, então peguei o microfone e comecei a expressar minha dor através da música; isso me fez sentir aliviado, além disso, eu também gosto de viajar pelo mundo conhecendo uma nova cultura e networking. Um dos fatores também foi porque, de onde eu venho, não vejo muitas pessoas com a mesma ambição de mudar suas vidas e preciso ser sua voz e motivação para mudar e tornar minha pátria e comunidade mais fortes e melhores, eu quero ser a porta da minha comunidade.” conta Rhymez.

Confira abaixo:

Sair da versão mobile