Jornalista explica por que blusa “Vidas Brancam Importam” de Kanye West é racista

Escrito por André Bernardo 07/10/2022 às 20:15

Foto: Divulgação
  • Facebook
  • WhatsApp
  • X (Twitter)
  • ícone de compartilhar

Kanye West deixou a comunidade negra mundial decepcionada pelo gesto em desfile.

Nesta semana, Kanye West novamente entrou em uma grande polêmica. O rapper recebeu críticas por usar e projetar camisetas “vidas brancas importam” para sua coleção Yeezy Season 9. Após isso ele foi às mídias sociais para atacar alguns da elite da indústria da moda – incluindo a jornalista Gabrielle Karifa-Johnson, Bernard Arnault, e diretor o criativo da Supreme, Tremaine Emory.

Agora o jornalista Mitchell S. Jackson, do site Esquire, fez um artigo falando o motivo do Kanye ter sido racista. “Sim, sim, sim: você é um provocador por excelência. Sim, sim, sim, Ye: Você é um pensador livre e até iconoclasta. Sim, sim, sim, Ye: Você lançou ótimas músicas ao longo dos anos, tsunami de muitas ondas da moda. Sim, sim, sim, Ye: parabéns pela tendência ativista de “Bush não se importa com os negros”. Sim, sim, sim, Ye: Grandes fatos – Beyoncé deveria ter vencido. Sim, sim, sim, Ye: Pontos pela benevolência da Donda Academy. Sim, sim – você alcançou aquele reino de bilionário com JAY-Z. Sim, sim – devemos considerar a mania de suas lutas com a saúde mental. Sim, sim – o trauma de um acidente de quase morte. Sim, oh sim, profunda compaixão pela dor eterna de você perder sua mãe”, disse o jornalista.

“Todo esse contexto e depois alguns funcionaram como subtexto quando vi uma foto do desfile YZY da 9ª temporada de Kanye West durante a Paris Fashion Week. Um filme onde ele e Candace “Eu-minto-para-a-extrema-direita-e-chamo-de-conservadorismo” Owens dão as mãos e sorriem enquanto vestidos com camisetas estampadas com vidas brancas importam”, começou a criticar o rapper. Ele continuou e foi mais afundo.

“Seja claro: vidas brancas importam é um lema destinado a negar a importância do movimento Black Lives Matter, para pôr em perigo a humanidade dos negros em geral. Não há como negar a verdade de que como o vidas brancas importam fomentou os racistas com tochas em Charlottesville e os insurgentes que invadiram os corredores do Capitólio, ou que inspirou Dylan Roof, até mesmo Kyle Rittenhouse. A frase é tão incendiária que a Liga Antidifamação a considerou discurso de ódio. (O Klux Klux Klan começou a usá-la em 2015 como resposta ao BLM.)”, explicou.

Alguns dos convidados de Ye se ofenderam com as camisetas e saíram cedo do desfile entre eles Jaden Smith, que twittou “Black Lives Matter” e a jornalista da Vogue Gabriella Karefa-Johnson, que compartilhou uma crítica ao desfile através de suas histórias no Instagram.

ícone

Recomendados para você