Seguir

Kanye West agride homem, após acusa-lo de assediar Bianca Censori

CAPA Kanye West e Bianca Censori CAPA Kanye West e Bianca Censori
FOTO: RACHPOOT/BAUER-GRIFFIN/GC IMAGES

Kanye West supostamente agrediu um rapaz teria tocado Bianca Censori de forma inapropriada.

O rapper Kanye West foi acusado de socar um homem no rosto por supostamente assediar sexualmente sua esposa, Bianca Censori. A notícia foi publicada pelo site TMZ, na última quarta-feira (16).

De acordo com o site de fofoca dos Estados Unidos, Kanye West é o “suspeito” nomeado no boletim de ocorrência sobre a agressão, com a polícia investigando se ele atacou fisicamente o homem.

CAPA Kanye West e Bianca Censori
FOTO: RACHPOOT/BAUER-GRIFFIN/GC IMAGES

O suposto incidente aconteceu na noite de terça-feira (16 de abril) e ocorreu depois que o rapaz teria tocado Bianca Censori de forma inapropriada. Ninguém envolvido precisou de atendimento médico.

Inicialmente foi relatado que o homem “empurrou ou agarrou” Bianca Censori, mas representantes de Kanye West posteriormente disseram: “‘Agarrar’ é extremamente inadequado como descrição do que aconteceu. Bianca foi agredida fisicamente.”

Eles acrescentaram: “O agressor não apenas colidiu com ela. Ele colocou as mãos debaixo de seu vestido, diretamente em seu corpo, ele agarrou sua cintura e então soprou beijos para ela. Ela foi agredida e sexualmente assediada.”

No momento, Bianca Censori não apresentou uma denúncia de agressão sexual, enquanto Kanye ainda não comentou sobre o incidente. Não é a primeira vez que o ícone do rap de Chicago é acusado de agressão ou agressão física.

No ano passado, Kanye West foi processado por uma fotógrafa, que alega ter temido por sua vida e ter sido “traumatizada e humilhada”, peplo rapper depois que ele jogou seu telefone fora.

Imagens do incidente foram capturadas pelo parceiro comercial da fotógrafa e mostraram Kanye West se aproximando da janela de seu carro depois que ele e Bianca Censori estavam sendo seguidos.

Kanye West também foi preso duas vezes em 2008 e 2013 por brigar com fotógrafos paparazzi no Aeroporto Internacional de Los Angeles. Seu registro criminal foi posteriormente extinto.