Início Noticias Kodak Black teria sido brutalmente atacado por 7 guardas na prisão

Kodak Black teria sido brutalmente atacado por 7 guardas na prisão

30

A equipe jurídica da Kodak Black afirma que ele foi atingido na cabeça por um objeto de metal.

Kodak Black está atrás das grades há aproximadamente um ano, após uma prisão na noite de sua apresentação no festival Rolling Loud Miami. Mais tarde, o rapper foi condenado por falsificar informações em um pedido para compra de armas e foi sentenciado a 46 meses de prisão. Desde sua prisão, o rapper transmitiu mensagens através de seu representante, incluindo algumas que detalhavam o abuso que ele sofreu enquanto estava preso.

Agora, um representante de Kodak Black compartilhou uma atualização sombria sobre o rapper. Seus representantes explicaram que eles receberam notícias de outros presos na prisão de Kentucky desde que Kodak Black foi punido com seus privilégios de visita e telefonemas revogados. Kodak detalhou anteriormente os supostos maus-tratos sofridos desde seu encarceramento, mas, na última atualização, parece que o abuso só piorou.

“Na noite de sexta-feira, ele foi espancado, algemado, por 7 guardas no Big Sandy KY. Eles o atingiram na cabeça repetidamente com um objeto de metal. Depois, um dos guardas sacudiu os órgãos genitais e disse: “você não é tão gângster agora, você precisará de bolas maiores para sobreviver””, diz a mensagem.

Em 2019, o rapper esteve supostamente envolvido em uma briga com um guarda da prisão, motivo pelo qual seus privilégios de telefone e visita foram revogados na ocasião. Com as autoridades da prisão acreditando que o rapper estava sob influência de drogas, a equipe de Kodak sugeriu que ele foi drogado, o que teria causado a briga.

Confira a publicação da Kodak abaixo.

https://www.instagram.com/p/B_uhYbflL-t/?utm_source=ig_embed