LeBron James volta a falar de Kyrie Irving após ser criticado por não defender o colega

Capa LeBron James e Kyrie Irving

Foto: Jim McIsaac/Getty Images

LeBron James foi criticado por não defender Kyrie Irving.

O compartilhamento de um documentário antissemita por Kyrie Irving gerou muitos discursos na semana passada. Claro, Kyrie foi suspenso pelos Nets por suas ações, e desde então ele se desculpou. Essa controvérsia levou a comentários de jogadores de toda a liga, incluindo LeBron James. O atleta dos Lakers começou a brincar com Kyrie, então era óbvio que ele seria questionado sobre a situação.

No final, LeBron fez uma abordagem diplomática, observando que a retórica de Kyrie Irving não estava bem. Além disso, James deixou claro que não tolera nenhum tipo de ódio. “Eu não tolero nenhum ódio a nenhum tipo, a nenhuma raça… Vocês sabem onde eu estou”, disse o atleta. “Ele se desculpou, mas causou algum dano. Acho lamentável. Eu não estou na posição de prejudicar as pessoas quando se trata de sua voz ou plataforma”.

Foto: Getty Images

Desde então, alguns acusaram LeBron James de passar pano para Kyrie. Claro, esta é uma conversa sutil, mas o Twitter não é o lugar para isso. Como resultado, muitos expressaram decepção com a estrela do Lakers. Nesta semana, James foi a rede social para esclarecer seus comentários. James observou que não aprova a lista de requisitos dos Nets para o retorno de Irving. Ele sente que é uma ponte longe demais e que, no final do dia, Kyrie Irving se desculpou. No geral, ele acredita que Kyrie deve jogar.

“Eu disse a vocês que não acredito em compartilhar informações prejudiciais”, disse LeBron James. “E continuarei sendo assim, mas Kyrie se desculpou e ele deve poder jogar. Isso é o que eu acho. É simples assim. Ajude-o a aprender, mas ele deveria estar jogando. O que ele pediu para fazer para voltar ao chão eu acho que é excessivo. Ele não é a pessoa que está sendo retratada dele. De qualquer forma, de volta à minha sessão de reabilitação”.

Confira abaixo as postagens no Instagram e no Twitter:

Sair da versão mobile