Lil Durk convida cantor country que foi pego usando palavra racista para show em homenagem a Martin Luther King

Capa Lil Durk

Foto: Scott Dudelson / BG017/Bauer-Griffin, Getty Images

Lil Durk se apresentou no festival em Nashville

Lil Durk continua a nutrir seu relacionamento com a controversa estrela country Morgan Wallen. O rapper de Chicago recentemente trouxe Wallen durante seu set em homenagem a Martin Luther King no festival Freedom de 2022 em Nashville, Tennessee. Durk foi uma das principais atrações do festival, que aconteceu na Bridgestone Arena no sábado (15 de janeiro).

Durante seu set, Durk trouxe o convidado surpresa Morgan Wallen, mas não antes de homenagear o artista. “…Genuíno de coração”, Durk diz à multidão sobre Wallen. “Ninguém pode cancelar merda nenhuma, sabe o que estou dizendo?”, o rapper acrescentou antes de Wallen fazer sua entrada e a dupla apresentar seu single de sucesso “Broadway Girls”.

Foto: reprodução

Parece que Durk tem tudo a ver com uma boa história de redenção. Em fevereiro do ano passado, o cantor estava no topo da controvérsia depois que ele foi flagrado em vídeo gritando palavras racistas. Wallen depois pediu desculpas e seu álbum, Dangerous: The Double Album, se tornou um dos maiores lançamentos de 2021.

Wallen e Durk se uniram no verão americano passado no Instagram depois que o rapper comentou sobre um trecho da faixa “Broadway Girls” que o artista country enviou para o Instagram. “Então eu liguei para ele”, o cantor lembrou recentemente no bate-papo de Druski no Clubhouse, Behind the Vest.

“Eu e ele estávamos conversando um pouco ao longo do ano e meio que desenvolvemos uma amizade. Eu fiquei tipo, ‘Eu não sei se você está falando sério ou não, mas aqui estão algumas versões’. E ele pegou a música. Eu disse: ‘Eu não vou lançar um álbum por um tempo. Se você só quer jogar isso no seu, vá em frente. Então ele fez e estou super empolgado com isso”.

No final do ano passado, a faixa alcançou o primeiro lugar na parada Hot R&B/Hip-Hop Songs da Billboard. Por tudo isso, Durk defendeu seu colaborador do país. “Ele não é racista”. Durk disse recentemente ao TMZ sobre Wallen. “Esse é o meu garoto. Tivemos uma longa conversa. Ele tinha sua situação pública… eu garanto que está tudo bem”.

Confira abaixo a postagem no Instagram:

Sair da versão mobile