Lil Yachty defende menino que foi suspenso da escola por ter as unhas pintadas

Lil Yachty está defendendo um garoto de uma pequena cidade que enfrenta suspensão na escola por um código de vestimenta desatualizado.

Na terça-feira (15 de dezembro), o TMZ conversou com Lil Yachty no Aeroporto Internacional de Los Angeles, onde perguntaram ao rapper sobre Trevor Wilkinson, um estudante de 17 anos da Clyde High School em West Texas, que foi punido por usar unhas pintadas na escola em novembro.

Quando questionado sobre como Yachty se sentia sobre Wilkinson ter sido suspenso na escola por se expressar com arte nas unhas, o rapper perguntou: “Por que ainda temos barreiras?” Ele continuou: “Se alguém quer se expressar e não está fazendo mal a ninguém ou derrubando ninguém, deveria ter permissão para isso. Não vejo realmente o propósito.”

Durante a conversa com o cinegrafista sobre o incidente de Wilkinson, Yachty é visto usando unhas com tema natalino. Este é um dos muitos designs de unhas que o rapper usou nos últimos meses.

O rapper da era SoundCloud revelou que está trabalhando em sua própria linha de esmaltes. “Eu estive em desenvolvimento trabalhando em minha própria tinta para unhas”, revelou Yachty. “É chamado Cree.”

Um dos desenhos de unhas que Yachty fez nos últimos meses foi um boneco de neve, o símbolo do carro BMW e uma imagem da Terra. Ele também tem os quatro naipes – espadas, copas, paus e ouros – em um baralho de cartas pintado na ponta dos pés.

O rapper também explicou como sua linha de esmaltes é unissex, mas com foco masculino. “É essencialmente unissex, mas quero que seja mais focado nos homens para usá-lo e ficar confortável. Caramba, estamos em 2020. Está quase em 2021. Quais são as barreiras?” ele perguntou.

 

Sair da versão mobile