Luva de Pedreiro afirma que teve conta no Whatsapp hackeada e desabafa sobre empresário

Luva teve seu Whatsapp hackeado.

Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro, apareceu na tarde deste domingo (26) nas redes sociais para dizer que teve a conta do Whatsapp hackeada. O jovem que é um dos principais influenciadores do mundo, está lidando com uma situação complicada com o empresário Allan Jesus, de qual ele está tentando romper vínculo

Iran, que estava há 5 dias sem fazer nenhuma postagem, revelou que seu número de WhatsApp foi hackeado, motivo pelo qual um pedido foi feito para que mensagens não sejam destinadas para o contato.”Fala minha tropa, galera, eu tenho um WhatsApp aqui, galera, que foi meu ex-empresário que fez, galera, e ele sumiu do meu celular. Eu não tenho, hackearam meu WhatsApp. Qualquer mensagem que chegar aí, não foi eu que mandei. Sumiu meu WhatsApp, não mando mensagem para aquele WhatsApp, me hackearam. Quem fez foi meu outro empresário”, afirmou Luva de Pedreiro.

Luva também garantiu estar tranquilo, apesar de toda a situação. O jovem está contando com apoio da família e dos fãs, e assegurou que não está abatido com o momento de crise, já que se encontra sossegado. “Mas eu tô de boa, galera. Estou com minha família. Nós somos brasileiros, não desistimos nunca! Estou sossegado”, relatou.

Após a coluna LeoDias trazer diversas situações envolvendo Luva e o empresário, até mesmo que o jovem só tinha cerca de 7 mil reais em suas contas, Allan Jesus se manifestou com uma nota oficial. “ASJ e Luva de Pedreiro, com uma trajetória de sucesso até aqui, possuem contrato com vigência até o ano de 2026. Se alguma das partes desejar efetivamente rescindir o contrato vigente, além de respeitar a forma acordada para tanto, deverá comunicar a outra oficialmente de sua decisão.

De qualquer modo, instado a se manifestar ou demonstrar a regularidade de seus atos, a ASJ o fará com muita tranquilidade, abrindo a quem de direito todos os contratos, documentos, extratos e o que mais for necessário. Por fim, manifestamos nossa certeza e convicção de que a verdade, como sempre, prevalecerá”, afirmou o comunicado.

 

Sair da versão mobile