Mc Paulin da Capital gasta R$ 35 mil em patente do nome ‘Mandrake’ e ameaça processar quem usar palavra; Kyan responde

Mc Paulin da capital tomou a atitude após ver dificuldades de o acharem nas redes sociais.

MC Paulin da Capital lançou neste ano o seu primeiro disco “Mandrake Na Voz”, O álbum traz a “volta às raízes” do artista, e leva uma temática mais consciente. O material conta com sete faixas, incluindo “Nada É Por Acaso”, e sem participações especiais. “Quis mostrar como tudo começou”, afirma Paulin da Capital. “Mandrake na voz vem de um bordão que fiz desde do começo da minha carreira, por que tenho uma voz forte e pegou, acredito que muita gente conhece, e como primeiro álbum é bom deixar a minha marca, que é o título de Mandrake”, falou

Acontece que durante os anos, o termo “Mandrake” foi se tornando comum tanto em músicas, como em artistas e até em apelidos de pessoas que não são famosas. Com isso, Mc Paulin da Capital resolveu patentear esse apelido. O domínio do nome foi feito pelo preço de 35 mil reais. Pelas suas redes sociais, ele explicou o porquê teve essa atitude, que o atrapalhava bastante.

“Deixando bem claro que tem vários nomes aí para usar, tá ligado? Esse já está registrado. Como também tem vários mulekes que usa como nome artístico. Eu mesmo, não usaria o nome que o parceiro estourou. Cada um tem a sua visão, a minha é essa. Então, vou pedir para vocês darem uma atenção no meu pedido, por favor. Mandrake já tá registrado no meu nome!”, falou.

Ao se deparar com a notícia, o rapper Kyan mostrou que não curtiu essa atitude e foi para as suas redes sociais falar que não é bem assim, que esse nome de “Mandrake” existe há tempos e não era exclusivo de ninguém. Ele, por exemplo, postou algumas imagens de um personagem do ano de 1974. O rapper também relembrou que uma tatuagem gigantesca escrita “Mandrake” no peito, fazendo assim que todos saibam que ele já utilizava o nome, até porque já lançou um single com o nome ‘Mandrake’.

Veja o vídeo dele explicando o fato e um tweet de Kyan sobre o assunto: