Meek Mill exige que seja respeitado como Kendrick Lamar e Mac Miller

Meek Mill falou com a Apple Music 1 sobre seu novo álbum “Expensive Pain”, estar em “desvantagem” durante sua rivalidade com Drake e porque ele exige o mesmo respeito de artistas como Kendrick Lamar e Mac Miller.

Meek Mill lançou oficialmente seu novo álbum de estúdio Expensive Pain e falou com Zane Lowe da Apple Music 1 sobre o processo de elaboração deste projeto, bem como outros temas que cercam sua carreira, incluindo sua amizade com JAY-Z, rivalidade com Drake, e sentindo que não recebe o mesmo respeito que outros artistas que surgiram na mesma época que ele.

Tocando no título de seu projeto, Meek revela que teve a ideia de batizar seu álbum de Expensive Pain devido Brent Faiyaz. “É um dos meus favoritos no momento. Acho que este é provavelmente um dos meus álbuns favoritos, onde me expresso”, disse Meek. ” Na verdade, eu disse isso em uma música com Uzi quando estávamos no estúdio fazendo rap.

‘Você não é rico, seu dinheiro não pode pagar minha conta de drogas’. Basicamente, nós fumamos um monte de maconha e coisas assim, e eu estava tocando para Brent Faiyaz um dia no estúdio, ele me ouviu dizer isso, ele estava tipo, ‘essa é louco, Expensive Pain, ‘esse deveria ser o título de um álbum.’ E comecei a pensar sobre isso e então continuei. E então começamos a chegar à nossa definição de Expensive Pain o que eu tirei disso, apenas ficar longe de sua família no estúdio a noite toda, estar em turnê e as coisas pelas quais passamos em toda vida”, disse Meek.

Durante a entrevista, o artista nascido na Filadélfia também fala sobre porque ele não pode voltar para sua vizinhança e porque ele não sente que recebe o mesmo respeito que outros rappers de 2012, quando começou sua carreira. “Pessoalmente, cabe aos fãs ter uma opinião, e é isso que me faz continuar, não sinto que recebo o crédito que mereço tanto quanto outros artistas”, disse ele. “Venho da era de 2012. Se você for conferir a capa XXL, estou na capa. Sou eu, YG, Kendrick, é Mac Miller e o grande e talentoso Fred, The Godson, descanse em paz”. Mill continuou, “respeito muito todos eles e, suas carreiras fazem sucesso no mundo do rap. Sou um daqueles caras que ainda está aqui em 2021, estou prestes a me colocar em um nível de talento e, não em um nível de marketing”.

Meek também mencionou seu ano “mais lento”, que veio durante o tempo em que ele e Drake estavam brigando. “2019, acho que foi meu ano mais lento, eu e Drake estávamos brigando. Eu estava em desvantagem”, disse Meek. “Ele estava ganhando, aos olhos do povo, época que minha carreira deu uma caída, pois, passei pela prisão. Uma vez que eu me recuperei, tivemos uma pandemia, dois anos se passaram e muitos fãs desapareceram. Nós estamos em 2021, vou focar em Expensive Pain, vou me firmar no meu talento e vou continuar confiante”, concluiu ele

Confira abaixo a postagem da capa de Expensive Pain no Instagram e sua entrevista a Apple Music 1:

Sair da versão mobile