Novo tênis Nike x COMME des GARÇONS é revelado

Capa Nike

Foto: yvkiabe

Novas imagens da colaboração entre a marca japonesa e a Nike foram divulgadas.

Apesar de não ter sido exibida durante a apresentação Primavera/Verão americana de 2023 da COMME des GARÇONS Homme Plus na Paris Fashion Week Masculina, a marca japonesa revelou sua mais recente colaboração de tênis com a Nike em seu recente showroom. Originalmente lançado em 1985, o tênis está programado para voltar em três cores clássicas: “Branco/Preto”, “Azul/Branco” e “Vermelho/Branco”.

O COMME des GARÇONS Homme Plus x Nike Terminator Highs apresentam cabedal de couro com bases brancas contrastadas por sobreposições de cores. Além dos usuais Swooshes, a marca vem na forma de etiquetas na língua, palmilhas impressas e marcações “CDG/NIKE” na parte traseira. As entressolas são brancas com solas de borracha.

Foto: yvkiabe

Esse calçado poderá fazer um grande sucesso, no entanto, menos na Rússia, pois, a lojas oficias da Nike deixaram o pais devido a invasão a Ucrânia. Isso ocorreu depois que a empresa anunciou uma suspensão temporária das operações na Rússia como sinal de protesto contra o presidente russo, Vladimir Putin, que começou três meses antes.

“Nossa prioridade é garantir que estamos apoiando totalmente nossos funcionários enquanto reduzimos nossas operações com responsabilidade nos próximos meses”, disse a Nike em comunicado. Três meses atrás, a empresa suspendeu todas as lojas da marca nas fronteiras russas, o primeiro indício de uma possível saída do país para a gigante do calçado.

Agora, a marca de roupas esportivas se juntará a outras empresas como StarbucksMcDonalds e Netflix, que suspenderam todas as operações no país. A Nike postou uma mensagem em site oficial russo informando aos visitantes que sua página e aplicativo móvel “não estarão mais disponíveis nesta região” e que suas lojas “não reabrirão”. A organização mantinha cerca de 100 lojas no país. A Nike informou recentemente que seus negócios na Rússia e na Ucrânia representam menos de 1% de sua receita total. A empresa esteve ativa no mercado russo por 28 anos.

Confira imagens abaixo da nova colaboração:

Foto: yvkiabe
Foto: yvkiabe
Foto: yvkiabe
Foto: yvkiabe
Foto: yvkiabe

 

 

Sair da versão mobile