Produtor Lucas Zetre elogia representatividade de Tasha & Tracie para as mulheres de favela

Escrito por André Bernardo 15/09/2022 às 16:10

capa lucas zetre e tasha e tracie Foto: Divulgação
  • Facebook
  • WhatsApp
  • X (Twitter)
  • ícone de compartilhar

Afirmação do Lucas Zetre está gerando debate até hoje

O produtor Lucas Zetre deixou uma grande polêmica no ar ontem (14) na sua conta do Twitter. Ele, que é um dos braços direito do rapper Kyan, foi elogiar todas as conquistas das rappers Tasha e Tracie e acabou dizendo que elas são os maiores nomes femininos da música brasileira e que as gêmeas são muito importantes para as mulheres de favela.

“Tasha e Tracie são os maiores nomes femininos da música brasileira, postura, flow, estética, representatividade, posição dentro do meio, arte, ninguém conseguiu juntar isso antes delas. o que elas representam para as mulheres de favela, nenhuma mulher no rap conseguiu antes isso. Quem discorda, jogue o nome de quem vocês acham que conseguiram unir tudo isso antes delas”, afirmou.

A afirmativa dele trouxe uma grande discussão que está se estendendo até hoje nas redes sociais. Algumas pessoas influentes e até envolvidos com as artistas foram completamente ao contrário a opinião de Lucas Zetre.

“Nova escola desconhece a história, o rap não começou em 2020. Legal demais a caminhada das meninas, mas a estrada de chão batido e esburacada foi pavimentada, foi pavimentada por muita gente, sem internet, sem streaming, sem hype”, disse DJ Zegon, do Tropkillaz

Tati Nefertari falou: “‘Nenhuma mulher no rap conseguiu antes’. Sem as outras mulheres, inclusive aquelas que passaram por muito boicote e machismo no movimento, Tasha e Tracie não estariam aqui. Amo o trabalho delas e o que elas representam, mas o Hip-Hop tem fundamento. Tem base, tem luta de muita mina”, respondeu nos comentários.

Confira o post abaixo:

https://twitter.com/lucaszetre/status/1570216051924664321

ícone

Recomendados para você