Rapper Pooh Shiesty pode enfrentar prisão perpetua após atirar nas nádegas de um segurança

Escrito por Vinicius Prado 08/10/2021 às 20:53

Capa Pooh Shiesty Foto: Divulgação
  • Facebook
  • WhatsApp
  • X (Twitter)
  • ícone de compartilhar

Os fãs estão reagindo à notícia de que Pooh Shiesty pode enfrentar prisão perpétua por atirar na bunda de um homem

Fãs de hip-hop estão reagindo à notícia de que Pooh Shiesty será julgado no final deste mês, durante o qual ele pode enfrentar uma potencial sentença de prisão perpétua por supostamente atirar nas nádegas de um homem em um caso de ataque à mão armada. O rapper já havia pedido que seu julgamento fosse adiado até o próximo ano. No entanto, sua equipe jurídica anunciou que Shiesty mudou de ideia e está pronto para ir ao tribunal neste mês. Ele está preso desde junho sem possibilidade de fiança até o julgamento.

Se ele for condenado pela acusação mais grave que é o disparo de uma arma de fogo em benefício de um crime de violência, ele será condenado à prisão perpétua. Embora não seja inteiramente novidade que Shiesty está enfrentando uma sentença de prisão perpétua essa informação foi compartilhada inicialmente em junho, mas a tendência nas redes sociais esta semana é que os fãs têm reagido a isso em massa.

Foto: Reprodução redes sociais

Está sendo alegado que Shiesty, cujo nome verdadeiro era Lontrell Williams, dirigiu um McLaren verde-limão a um hotel para comprar um par de tênis de grife, também na esperança de negociar mais um tempo com seu carro alugado ao mesmo tempo. O rapper de 21 anos chegou com seu co-réu Bobby Brown, seu road manager, e Jayden Darosa, o motorista.

Um imprevisto teria acontecido durante a negociação dos tênis, quando Shiesty puxou uma arma e a apontou, e quando o homem tentou fugir, Shiesty supostamente atirou nele e o atingiu nas nádegas.

No final deste mês, Shiesty e sua equipe jurídica trabalharão para libertar o rapper. Seu julgamento começa em 25 de outubro. Ele está atualmente programado para se apresentar no Rolling Loud New York, que começa logo após sua data de julgamento. É provável que ele não esteja livre a tempo para seu show. O incidente aconteceu em outubro de 2020.

ícone

Recomendados para você