Rihanna recusou show no intervalo do Super Bowl em apoio a Colin Kaepernick

Rihanna teria esnobado a NFL.

De acordo com a Us Weekly , a cantora e mega estrela mundial Rihanna teria sido abordada para liderar o show do intervalo do próximo Super Bowl LIII. No entanto, ela recusou a oferta como uma forma de apoio a Colin Kaepernick. A cantora pode ter confirmado que fez isso ao curtir em sua conta no Instagram uma matéria qeu fala sobre isso.

“A NFL e a CBS realmente queriam que Rihanna fosse a artista do ano que vem em Atlanta”, disse uma fonte à emissora. “Eles ofereceram a ela, mas ela disse não por causa da controvérsia do ajoelhamento. Ela não concorda com a postura da NFL.”

Kaepernick tornou-se um dos atores mais polarizadores da história da NFL, depois de iniciar um protesto contra a brutalidade policial e as injustiças raciais. Em 2016, o ex atleta do San Francisco 49ers decidiu se ajoelhar durante o hino nacional, e foi acompanhado por outros atletas em diferentes modalidades esportivas. Desde então, ele ficou sem contrato e ainda não assinou com outra equipe. Kaepernick está agora preso em uma batalha legal com a NFL, alegando que os proprietários da liga e das franquias conspiraram para mantê-lo fora do campo por causa de suas manifestações políticas.

“Se a NFL (assim como todas as ligas esportivas profissionais) continuar sendo uma meritocracia, então os protesto políticos pacíficos e de princípios – que os próprios donos fizeram grande teatro imitando semanas atrás – não devem ser punidos e não se deve negar emprego a atletas.”, Kaepernick disse anteriormente em um comunicado.

A fonte disse Us Weekly que uma vez que Rihanna rejeitou a oferta, oficiais da liga chamaram o grupo Maroon 5 para o show tradicional, que pode ou não ser acompanhado por Cardi B.

“Ela está definitivamente sendo considerada, mas é óbvio que é muito cedo para dizer com certeza.”, disse um informante sobre Cardi, observando que “qualquer coisa poderia acontecer ou mudar” até o momento em que o jogo de 3 de fevereiro de 2019 acontecer.

Sair da versão mobile