Segurança do festival de Travis Scott diz que foi contratado “na hora” e sem experiência

Capa Travis Scott

Foto: reprodução

Um segurança do Astroworld Festival de Travis Scott diz que foi contratado sem nunca ter trabalhado em um show antes

Jackson Bush, um segurança que foi contratado para trabalhar no Festival Astroworld de 2021 de Travis Scott, diz que recebeu a oferta de trabalho “em cima da hora” com o mínimo de experiência possível e nunca tinha trabalhado em um show antes. Oito pessoas acabaram morrendo e outras centenas ficaram feridas no evento após uma correria em meio a multidão durante a apresentação de Scott.

“Não acredito que estava preparado”, disse Bush. “Acredito que se todos estivéssemos preparados da maneira certa, essas coisas não teriam acontecido da forma que aconteceu. Honestamente, mesmo com a quantidade de pessoas que passaram e ficaram inconscientes… a quantidade de ferimentos poderia ter sido evitada”.
Bush trabalhou no evento ao lado de seu tio, que afirma que sua mão foi quebrada durante agitação da multidão. Bush também diz que ficou traumatizado com a experiência.

Foto: Kevin Winter / Getty Images

Bush diz que foi informado de que receberia US$ 17 por hora por meio do Cash App por seu trabalho no evento, mas ainda não recebeu o dinheiro. Ele supostamente não precisou fornecer um documento de identidade nem passar por uma verificação de antecedentes para conseguir o emprego. Numerosos processos foram movidos acusando Scott e outros organizadores do festival de negligência.

O advogado de San Antonio, Thomas J. Henry, disse recentemente que espera que seus clientes recebam bilhões em danos. Scott e a Live Nation se recusaram a responder a perguntas sobre o ocorrido no show, mas disseram que cooperarão com a investigação. Scott, um dos maiores nomes da música rap com um grande número de seguidores nas redes sociais e sua própria gravadora, disse em um vídeo no Instagram que não sabia como as coisas tinham piorado na multidão.

Recentemente o chefe de polícia de Houston, Troy Finner, esclareceu observações anteriores de que os investigadores estavam investigando que existia uma grande possibilidade de um segurança ter perdido a consciência depois que “alguém injetou uma droga desconhecida no pescoço dele”.

Confira o segurança falando abaixo no Instagram:

Sair da versão mobile