Steph Curry revela o maior arrependimento de sua carreira

O arrependimento de Steph Curry vem de um momento importante em 2014.

Steph Curry é um dos maiores jogadores de basquete em todos os tempos, mas como qualquer ser humano, ele tem alguns arrependimentos. Muitas pessoas dizem que vivem sem arrependimentos, mas isso geralmente é uma visão desonesta de sua própria vida. Há momentos em que tomamos certas decisões que não seguem nosso caminho. Alguns arrependimentos são porque toda a nossa vida foi alterada como resultado de nossas ações, enquanto outros arrependimentos decorrem de não agir com base em nossos valores fundamentais.

Para Steph Curry, seu maior arrependimento vem deste último ponto. Enquanto falava com Matt Sullivan, da Rolling Stone, Steph relembrou o momento em que conversou com Chris Paul sobre potencialmente boicotar um jogo em 2014 que ocorreu após a denúncia de racismo do proprietário do Clippers, Donald Sterling. No final, ambos os jogadores decidiram não boicotar a partida e, na mente de Curry, ele queria reviver aquele momento novamente.

Foto: Kavin Mistry/Getty Images

“Um dos meus maiores arrependimentos foi não boicotar o jogo”, disse Curry. “Aquele foi um momento para alavancar além de qualquer coisa que provavelmente poderíamos ter dito. […] Nós somos atacados como atletas às vezes quando você não quer dizer alguma coisa – ‘eu preciso me educar mais’, tem todas essas falas que as pessoas usam.”, começou o atleta.

“Parece que você é mole ou está equivocando ou evitando qualquer que seja a situação. Honestamente, naquele momento, sim, eu poderia ter sido muito mais forte do ponto de vista, mas não estava preparado para fazer isso na época, então não me arrependo disso”, completou.

Em notícias relacionadas, Steph Curry está negociando contrato vitalício de R$ 5 bilhões com a Under Armour. Se a UA fará ou não um retorno sobre o investimento apenas nos calçados de Curry, ainda está para ser visto. O acordo vitalício é muito parecido com o que LeBron conseguiu com a Nike. Efetivamente, a lenda do Warriors poderá receber R$ 5 bilhões pelo resto de sua vida.

Sair da versão mobile