Tekashi 6ix9ine é processado em milhões após desistir de shows

Capa Tekashi 6ix9ine

Foto: Reprodução

Dois processos foram movidos contra 6ix9ine.

No início deste ano, Tekashi 6ix9ine declarou legalmente que estava “lutando para sobreviver” e, de acordo com um novo relatório da Vlad TV, sua situação financeira só pode piorar. Parece que o jovem de 26 anos foi atingido por dois processos que o acusam de não realizar shows pelos quais foi pago, depois de fazer declarações falsas à mídia criticando aqueles que o contrataram para fazer shows.

Arquivos recentes revelam que ambos os demandantes estão solicitando que um juiz considere 6ix9ine como culpado e conceda sentenças a seu favor. De acordo com eles, o rapper de “GOOBA” não respondeu aos seus processos meses depois que ele ficou sabendo das alegações; em casos como este, um juiz pode simplesmente decidir a favor de quem está processando, ordenando que os danos sejam pagos.

Foto: Getty Images

As empresas de entretenimento Hits Before Fame LLC e After Hours LLC estão buscando um total de US$ 5,3 milhões do artista, seu ex-empresário, Shotti e várias empresas/funcionários associados ao acordo em um dos processos. As organizações alegaram a Jaime Dominguez e JJD Entertainment que pagaram ao 6ix9ine mais de US$ 170 mil por um show que nunca aconteceu, seguido pelo artista nascido em Bushwick dizendo ao TMZ que foram eles que cumpriram suas obrigações.

Apesar de alegar dierença financeira, 6ix9ine continua usando as mídias sociais para expor sua opinião. Nesta semana, ele compartilhou um vídeo de seu show em Istambul, Turquia, alegando que ganhou US$ 500 mil para se apresentar por apenas 40 minutos. “O MELHOR DO MUNDO”, escreveu na legenda.

“Você não pode parar o que DEUS planejou para alguém… Em todo o mundo eu sou amado e conhecido em todas as partes. Vocês precisam que festivais tenham grandes palcos. Precisam ser 20 artistas se apresentando para as pessoas aparecerem. Não me faça de bobo, discuta com [você mesmo]”.

Confira abaixo as postagens no Instagram:

Sair da versão mobile