The Game revela que ainda sonha em gravar música com Amy Winehouse

Capa The Game e Amy Winehouse

Foto: Getty Images

Infelizmente, Winehouse faleceu em 2011 aos 27 anos, mas The Game espera um dia obter um verso.

The Game colaborou com todos, de Chris Brown a Kendrick Lamar, mas ainda há um artista em sua lista de desejos. Para continuar promovendo seu disco, o ícone de Los Angeles juntou-se ao produtor executivo de “Drillmatic“, Hit-Boy, para um encontro com a Billboard. Durante o bate-papo, Game deu uma resposta surpreendente sobre quem é sua colaboração dos sonhos. O rapper trabalhou com alguns dos maiores nomes da indústria, então a questão estava aparentemente pronta: com quem ele gostaria de trabalhar, mas ainda não conseguiu.

Ao promover seu novo álbum Drillmatic durante uma entrevista à Billboard, o rapper de Compton foi perguntado com quem ele gostaria de trabalhar fora do hip-hop e Amy Winehouse imediatamente veio à mente. “A minha sempre será Amy Winehouse porque ela é dura pra caralho”, disse ele sobre a falecida cantora, que morreu em 2011.

“Mano que pergunta fácil. Meu sonho sempre será Amy Winehouse”, disse The Game enquanto os outros concordavam. “Ela é f*da pra c*******. A voz dela, cara… A voz dela e minha voz em um pouco de jazz estariam em algum outro nível.” Ele acrescentou: “Nós provavelmente temos que arrumar um sample da Amy ou algo assim e colocar sobre algumas batidas ou algo assim e enlouquecer!”

Foto: Reprodução

Winehouse foi encontrada tragicamente morta em sua casa em julho de 2011 e, a causa de morte foi considerada envenenamento acidental por álcool. Os talentos póstumos da cantora não aparecem em músicas ou álbuns da mesma forma que outros artistas foram homenageados, então será interessante ver se The Game consegue fazer isso.

O novo álbum de Game Drillmatic – Heart vs. Mind está cheio de colaborações, incluindo Kanye West, NBA YoungBoy, YG, Roddy Ricch, French Montana, Tory Lanez, Meek Mill, A$AP Rocky, Big Sean e muito mais. Uma colaboração que não entrou no projeto foi “World Tours” com Nipsey Hussle. O gerente do rapper, Wack 100, afirmou que o irmão de Nipsey retirou a colaboração por causa de seus comentários anteriores sobre o falecido rapper. No entanto, o TMZ relata que foram os manipuladores de música de Nipsey que enviaram a Wack um cessar e desistir depois de descobrir que o verso póstumo não foi apagado.

Confira abaixo a postagem no Instagram e o vídeo no YouTube:

Sair da versão mobile