Traficante que vendeu drogas com fentanil para Mac Miller é condenado a quase 11 anos de prisão

Capa Mac Miller

Foto: reprodução

Um dos traficantes que vendeu drogas com fentanil para Mac Miller antes de sua morte foi condenado

Ryan Michael Reavis, um dos três traficantes que venderam drogas para Mac Miller antes de sua overdose de fentanil em 2018, foi condenado a 10 anos e 11 meses nesta segunda-feira. Reavis afirmou que ele era simplesmente um intermediário que não tinha ideia de que as drogas estavam misturadas com fentanil.

O juiz Otis D. Wright II mudou a sentença após uma declaração da mãe de Miller, Karen Meyers, segundo a Rolling Stone. “Minha vida ficou escura no momento em que Malcolm deixou nosso mundo. Malcolm era minha pessoa, mais que um filho. Tínhamos um vínculo e parentesco profundos, especiais e insubstituíveis.”, começou a mãe do rapper.

Foto: Reprodução redes sociais

“Conversamos quase todos os dias sobre tudo – sua vida, planos, música, sonhos”, disse o comunicado. “Ele nunca tomaria conscientemente uma pílula com fentanil, nunca. Ele queria viver e estava animado com o futuro. O buraco no meu coração sempre estará lá.”

Miller faleceu em 7 de setembro de 2018, como resultado de uma “toxicidade mista de drogas” de fentanil, cocaína e álcool. Reavis foi preso no Arizona, um ano depois, em setembro de 2019. Antes de sua sentença, Reavis implorou ao juiz para receber cinco anos de prisão, explicando que ele não sabia que as drogas estavam misturadas com fentanil e ele cresceu como pessoa nos anos desde então.

“Este não é apenas um caso normal de drogas. Alguém morreu, e uma família nunca vai ter seu filho de volta. Minha família estaria destruída se fosse eu. Eles nunca ficariam bem, nunca realmente superariam isso. Eu penso nisso o tempo todo. E eu sei que, aconteça o que acontecer hoje, eu sou o sortudo porque minha família está aqui e eu estou aqui e estarei com eles novamente. Eu me sinto mal. Este não é quem eu sou”, disse Reavis ao tribunal. “Minha perspectiva mudou. Meu coração mudou”.

Além do tempo de prisão, Reavis terá que passar por três anos de liberdade supervisionada com testes de drogas.

Sair da versão mobile