Mas o pagamento exato ainda não foi estabelecido.

Em “NO BYSTANDERS”, faixa presente no álbum de Travis Scott Astroworld, o rapper de Houston convocou Sheck Wes para repetir agressivamente “F*ck the club up” no refrão. Esta parte da música indutora de bate-cabeça nos shows faz referência flagrante à faixa do Three 6 Mafia, “Tear Da Club Up 97”. Enquanto Sheck trocou “tear” por “f*ck”, ele ainda imita a cadência de DJ Paul no original.

Em abril, foi revelado que DJ Paul estaria buscando uma compensação por essa violação de direitos autorais – mais de US$ 20 milhões para ser específico. DJ Paul apoiou seu argumento apontando como Travis usou o refrão de “Tear Da Club Up” ao executar uma versão limpa da faixa.

Embora o DJ Paul desejasse que a música fosse retirada do álbum, a lenda de Memphis depois esclareceu à Complex que ele não tem má vontade em relação a Travis e simplesmente queria crédito (e dinheiro) onde o crédito é devido. “Travis Scott e eu conversamos pessoalmente sobre esse assunto, ele está ciente da situação, assim como sua gravadora. Tudo será elaborado de acordo com a comunicação adequada entre ele, Juicy J e eu. Não há treta, apenas negócios”, disse ele.

De acordo com os documentos legais obtidos pelo The Blast, Travis e DJ Paul estão perto de finalizar esse negócio. Os dois concordaram em um “acordo provisório”. Embora ainda não tenha sido determinado um valor exato, os documentos indicam que eles assinarão os documentos de liquidação nos próximos 30 dias. US$ 20 milhões seriam uma compensação muito grande para pagar, mas Travis é um grande artista e ele não pediu permissão para usar o sample, então veremos como isso acontece.

Escute as duas faixas abaixo.