Tudo sobre a confusão entre Kanye West e a Adidas

Capa Kanye West

Foto: Twitter @adidas

Os problemas de Kanye West com a Adidas são grandes.

Foi um final de semana difícil para o CEO da Adidas, Kasper Rørsted, o vice-presidente sênior da marca, Daniel Cherry, ou qualquer pessoa com alguma influência na empresa. Kanye West está chateado. Ele acredita que perdeu o controle da sua collab Yeezy e que funcionários de alto escalão estão tomando decisões sobre a linha sem sua participação. Além disso, e talvez ainda mais contundente, Kanye está acusando a organização de roubar seus designs, com calçados recentes da Adidas tendo grande semelhança com seus produtos.

Agora, Kanye está dizendo que quer sair de seu contrato com a Adidas devido ao que ele acredita ser uma violação. A empresa ainda não está comentando sobre o assunto, mas West prometeu continuar comentando até obter a resolução desejada. As opções parecem estar entre mais dinheiro e poder na marca ou um rompimento com a empresa que o ajudou a alcançar o status de bilionário. Ye tem contrato com a organização até 2026, então o fim dessa disputa pode não ser iminente. Confira abaixo os problemas do rapper com a marca esportiva.

Foto: Shutterstock

Kasper Rørsted, CEO da Adidas

Foto: Instagram

Mais uma vez, Kanye West foi atrás do CEO de uma grande marca de calçados. Assim como fez com o ex-CEO da Nike, Mark Parker, em 2013 e nos anos que se seguiram, Kanye agora está criticando o CEO da Adidas, Kasper Rørsted. Ele postou uma capa simulada do New York Times “anunciando” a morte de Rørsted em 1º de setembro. No mês passado, foi anunciado que Rørsted deixará seu cargo em 2023.

Daniel Cherry, Adidas SVP

Muitas das postagens anti-Adidas de Kanye foram direcionadas a Daniel Cherry, o novo vice-presidente sênior e gerente geral da Adidas. West acredita que Cherry, recém-chegada à Adidas depois de sair da DC Comics no início deste ano, é a principal pessoa a tomar decisões sobre os calçados Yeezy sem sua aprovação.

Membros do Conselho Fiscal da Adidas

Foto: Instagram

Além de Rørsted e Cherry, Kanye postou fotos de vários membros do conselho de supervisão da Adidas durante o fim de semana. Depois que as imagens foram postadas originalmente com legendas agressivas e removidas pelo Instagram (de acordo com Kanye), elas foram republicadas com legendas sarcasticamente positivas.

Bilhões

Foto: Instagram

Ele diz que se a Adidas o mantiver ou o deixar ir, isso custará bilhões de dólares à empresa. Nem um único bilhão — bilhões. Além disso, ele não planeja esperar os 7 meses para deixar a marca, que aparentemente foram descritos em uma carta de violação que ele recebeu da empresa, Ye quer sair imediatamente.

Desaprovado

Foto: Instagram

Kanye West fez algumas alegações relacionadas a grandes negócios sobre a Adidas. Primeiro, ele disse que a empresa tentou dispensar o rapper pagando uma multa de US$ 1 bilhão, que aparentemente foi recusado porque ele deve ganhar US$ 500 milhões apenas em royalties no próximo ano. Em seguida, ele afirmou que Cherry está ganhando US$ 2 milhões anualmente e reafirmando uma alegação anterior de que a Yeezy responde por 68% das vendas online da marca. Além dos números, West mais uma vez afirmou que a organização está criando novas cores para os Yeezys e as nomeando sem sua aprovação.

‘A lista’

Foto: Instagram

Com Kanye dizendo que Yeezys estão sendo lançados sem sua aprovação, alguns de seus fãs agora estão pedindo uma lista dos Yeezys que ele aprovou para que eles possam apoiar apenas esses pares.

De volta à Nike?

Foto: Instagram

Para realmente provocar a Adidas, Kanye agora está postando os tênis da maior concorrente da empresa. O rapper comemorou após receber a colaboração Nike Air Monarch de Martine Rose.

15%

Foto: Instagram

Kanye West deixou claro que não planeja trabalhar com Cherry, “Daniel Son”, e diz que está saindo com seus 15% de royalties intactos.

Diretor da Adidas

Foto: Instagram

Toda essa provação é a maneira de Kanye West expressar descontentamento por não ser considerado para ocupar cargos influentes na Adidas? No passado, ele expressou um forte desejo de ser nomeado Diretor Criativo da Adidas. Até agora, não parece que a empresa tenha dado a ele qualquer consideração séria por um título além de seu atual papel de colaborador. Aqui, ele se coloca como o ‘chefe da Adidas’ em um cenário hipotético e faz questão de estender um aviso a um de seus outros parceiros – GAP.

Depois de tudo isso, Kanye West indicou que chegou em acordo com a marca esportiva.

 

Sair da versão mobile