Seguir

Vazamento indica que Microsoft quer comprar a Nintendo

Capa Xbox e Nintendo Capa Xbox e Nintendo
FOTO: REPRODUÇÃO

Nos últimos meses, a Microsoft trabalhou para comprar estúdios de muito sucesso no mundo dos games, como a Bethesda e Activision. Porém, ao que tudo indica, a empresa a dona do Xbox tinha planos ainda maiores. Documentos relacionados à Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC), mostram que a empresa estava de olho em mais empresas, incluindo a Nintendo, Valve e a Warner Games.

Segundo os documentos, o CEO da Microsoft, Phil Spencer, se mostrou bastante interessado em adquirir a gigante japonesa e colocar o jogo “Mario” no catálogo do Xbox. “Takeshi, eu concordo totalmente que a Nintendo é O principal recurso para nós no mundo dos videogames, e o melhor caminho para relevância com os consumidores”, diz o e-mail até então confidencial, divulgado pelo jornalista Tom Warren.

Capa Xbox series x

A revelação surgiu em um email que foi anexado ao processo do FTC sobre a compra Activision e que mostra que, em 2020, a ideia da companhia era avançar em direção a outras marcas de peso no mercado de games para fortalecer o Xbox. E é nesse sentido que a compra da Nintendo passou a ser discutida não apenas como uma vontade, mas algo que chegou a ser tratado internamente como uma intenção real.

Nas mensagens reveladas, Phil Spencer diz que a aquisição seria benéfica para o Xbox e também para a Nintendo, até porque, segundo ele, o consolo da empresa japonesa estava demorando muito tempo para ver que o futuro existe para além de seu próprio hardware.

O executivo sugere ainda ter entrado em contato com algumas figuras de liderança na Nintendo para discutir o assunto. Ele não chega a citar nomes, mas indica que as conversas foram bastante proveitosas e diz que a Microsoft estaria na melhor posição para uma eventual “colaboração mais estreita” caso a japonesa decidisse fazer algum tipo de parceria ou mesmo vender parte do seu ativo para alguma marca americana.

E um dos pontos que mais chama a atenção nos documentos anexados ao processo do FTC é a fala de Phil Spencer de que a ideia de adquirir a Nintendo era tão séria dentro da Microsoft que o conselho de aquisição já tinha sinalizado positivamente a compra não só da fabricante do Switch, mas também da Valve caso surgisse a oportunidade.