Vídeo mostra Gunna de bom humor na prisão; rapper diz que “estará em casa em breve”

Gunna pediu para sua equipe deixar uma mensagem em seu Instagram.

O rapper Gunna parece que está de bom humor, mesmo estando na prisão de Fulton. Embora ele tenha passado os últimos meses trancado do mundo, o artista da YSL está mantendo uma atitude positiva, especialmente em meio às notícias de que seu álbum mais recente, DS4EVER, ganhou oficialmente o disco de platina.

Como o HipHopDX relata, a equipe do jovem de 29 anos compartilhou uma postagem em sua página do Instagram em nome do rapper, comemorando o fato de seu projeto ter vendido mais de um milhão de cópias desde sua estreia em janeiro. “Grato por ter o álbum de hip-hop mais vendido este ano”, diz a legenda. “Sinto falta de todos vocês; te amo e estarei em casa em breve – Gunna,” ele concluiu a mensagem breve, mas otimista. Embora ele certamente esteja pronto para voltar para sua casa, a última atualização sobre a acusação que o rapper e a YSL receberam, diz que ele e Young Thug permanecerão atrás das grades até o julgamento no início de 2023.

Felizmente, o rapper é muito querido e tem amigos influentes que estão pedindo a sua liberdade, até mesmo a agora advogada, Kim Kardashian. A socialite recentemente divulgou que gostaria de ver Sergio Kitchens libertado da prisão, twittando “#FreeGunna” para seus 73,1 milhões de seguidores no mês passado, também compartilhando uma captura de tela em seu stories no Instagram. Esta não é a única vez que ouvimos de Gunna desde sua prisão em maio. Recentemente, um vídeo do nativo de College Park em uma videochamada com seu afilhado apareceu online, no qual o artista parecia estar de ótimo humor.

Em junho, ele escreveu uma carta de sua cela na prisão, escrevendo: “Por enquanto, não tenho minha liberdade. Mas eu sou inocente. Estou sendo falsamente acusado e nunca vou parar de lutar para limpar meu nome! A imagem que está sendo pintada de mim é feia e falsa… Tenho toda a fé que Deus me concederá justiça pela pureza em meu coração e pela inocência de minhas ações.”

Sair da versão mobile