Wack 100 diz que ‘há uma guerra acontecendo em Los Angeles’ após morte do rapper Slim 400

capa wack slim

Wack 100 também disse que estava tentando fazer com que Slim 400 fizesse a transição para a comédia

Los Angeles foi atingida pela trágica morte de Slim 400 esta semana. O rapper foi baleado e morto na noite de quarta-feira em Inglewood, o que causou preocupação para o LAPD. Embora eles tenham dito que a morte de Slim foi mais uma situação de “lugar errado, na hora errada”, houve uma quantidade sem precedentes de crimes ocorrendo recentemente.

Grande nome da cena de LA, Wack 100 recentemente foi para o Clubhouse, onde compartilhou seus pensamentos sobre a morte de Slim 400 e o estado atual de Los Angeles. O magnata da música explicou que tem havido caos nas ruas de Los Angeles recentemente, acrescentando que Slim 400 não deveria estar ali na área.

Foto: reprodução

“Slim 400 não deveria estar lá de qualquer maneira”, disse ele, de acordo com o HipHopDX. “Você sabe que há uma guerra acontecendo lá. Você sabe que há uma guerra acontecendo lá entre os manos”.

O infeliz falecimento de Slim 400 ocorreu após tentativas de tirá-lo das ruas. Wack 100 disse que falou com Slim antes de sua morte sobre como entrar no mundo da comédia stand-up.

“Acabei de conversar com aquele idiota também, cara”, disse Wack. “Há três anos venho tentando fazer com que esse idiota faça comédia stand-up. Eu estava falando para Ghazi [CEO da Empire] cerca de quatro dias atrás que ele me ligou dizendo, ‘Wack, você acabou de me ligar falando que o Slim precisa sair das ruas e fazer stand-up comedy há quatro dias”.

As preocupações em torno da morte de Slim levaram o LAPD a enviar mais policiais às ruas neste fim de semana. Conforme relatado esta semana, um detetive do LAPD também aconselhou os turistas a ficarem atentos ao entrar na cidade, pois os crimes violentos aumentaram.

Confira abaixo o vídeo no YouTube:

Sair da versão mobile