Seguir

Xamã relembra de professora que o fez despertar para a poesia em Harvard

Foto: @timoteco

Xamã defendeu o acesso à educação e destacou o poder da música na transformação social.

No último sábado (6), Xamã subiu ao palco de Harvard para participar da Brazil Conference at Harvard & MIT, que há uma década leva aos Estados Unidos alguns dos principais nomes do Brasil – de FHC e Dilma Rousseff, a figuras do entretenimento, como Anitta e Luciano Huck.

Ao lado de Karol Conka e KondZilla, o rapper carioca discutiu “o poder da música de inspirar os sonhos de um jovem brasileiro”, compartilhando detalhes da sua jornada, desde a vida no subúrbio do Rio de Janeiro antes da fama à consagração no rap nacional.

O artista revelou algumas das estratégias adotadas para transcender as fronteiras do rap e ganhar reconhecimento nacional, além de, junto aos outros participantes, abordar a influência significativa do funk e do rap na formação e nos sonhos de jovens que vivem nas periferias do Brasil.

Foto: @timoteco

O painel também destacou a música como, além do entretenimento, um veículo poderoso de expressão cultural, conscientização social e inspiração para milhões de brasileiros, especialmente no que diz respeito ao impacto social e à promoção de mensagens positivas.

Tendo se apaixonado pelas rimas ainda na infância e ganhando seu primeiro concurso de poesia na escola ao ser incentivado pela professora de Língua Portuguesa, Xamã também defendeu a importância do acesso à educação.

O rapper relembrou com carinho da professora da sexta série que lhe apresentou os primeiros poetas da sua vida e lhe fez se apaixonar pelo universo da poesia, ressaltando que mantém contato até a autualidade. Em um momento emocionante da conferência, ele reproduziu um áudio recente recebido da professora.