Young Thug, Gunna e outros membros da YSL são presos após serem acusados de crime organizado e assassinato

Capa Young Thug e Gunna

Foto: reprodução

Young Thug, Gunna e mais 28 pessoas estão sofrendo acusados pesadas.

Os rappers Young Thug e Gunna foram presos hoje por acusações RICO apresentadas no condado de Fulton, na Geórgia, nos Estados Unidos, de acordo com uma estação de notícias local. Eles foram acusados ​​junto com mais de duas dúzias de outras pessoas, em 56 acusações, escreveu o repórter da WSBTV Michael Seiden no Twitter em 9 de maio de 2022.

As 28 pessoas que estão enfrentando acusações são membros e associados da Young Slime Life, ou YSL, escreveu Seiden. “A acusação inclui acusações de conspiração para violar a Lei de Organizações Influenciadas e Corruptas de Extorsionários (RICO), assassinato, assalto à mão armada, participação em atividades criminosas de gangues de rua”, escreveu Seiden.

Os promotores alegam que dois associados da YSL, CHRISTIAN EPPINGER e ANTONIO SUMLIN, trabalharam para obter permissão de Young Thug para fazer uma segunda tentativa de assassinar YFN LUCCI enquanto ele estava preso no condado de Fulton. Enquanto isso, Young Thug é acusado de ser responsável de ter alugado um carro envolvido em um crime. Em 2014, homens passaram de carro e mataram Donovan Thomas JR, que era membro de uma gangue rival.

Conhecida como Rico (Racketeer Influenced Corrupt Organization Act, ou, em português, Lei Federal das Organizações Corruptas e Influenciadas pelo Crime Organizado) , a lei é empregada para impedir atividades de cartéis e de máfias. O Racketeer Influenced and Corrupt Organizations Act (RICO) foi um ato aprovado em lei federal pelo Congresso dos Estados Unidos em 1970 para restringir as práticas do crime organizado no país.

Este é um post de notícias de última hora e será atualizado à medida que novas informações estiverem disponíveis.

Sair da versão mobile