275 casos se juntam em ‘mega processo’ contra Travis Scott por tragédia em festival do rapper

CENTENAS DE AÇÕES JUDICIAIS DO ASTROWORLD FESTIVAL SERÃO COMBINADAS EM UM ÚNICO CASO CONTRA TRAVIS SCOTT

Travis Scott está enfrentando quase 300 processos judiciais por conta da tragédia no Astroworld Festival. Agora, um novo relatório da Billboard afirma que as centenas de processos movidos por causa do festival de música de Houston – que deixou 10 mortos e centenas de feridos – serão consolidados em um caso gigante.

Um mês após a tragédia durante a apresentação de Travis Scott em 5 de novembro, os advogados das vítimas e dos organizadores do festival entraram com uma petição conjunta na sexta-feira (3 de dezembro), buscando combinar os 275 casos em um litígio multi-distrital perante um único juiz.

capa travis

Os dois lados concordaram que um processo consolidado é a melhor maneira de lidar com a complexa batalha legal que já envolve 1.250 demandantes. Se aprovado, o movimento permitirá que um único juiz supervisione e coordene os casos.

Os processos acusam Live Nation, Travis e outros organizadores do festival de negligência em como planejaram e conduziram o Astroworld Festival, e estão pedindo bilhões de indenização. Até sexta-feira, 275 ações judiciais foram movidas com mais de 1.250 demandantes, incluindo um da família de Ezra Blount, de 9 anos, a vítima mais jovem, que foi supostamente pisoteada no show e morreu posteriormente devido aos ferimentos.

Travis se ofereceu para cobrir os custos do enterro das vítimas. A família de Blount, junto com vários outros, rejeitou a oferta do rapper para cobrir as despesas do funeral.

A Live Nation está cooperando com os investigadores. “Continuamos a apoiar e ajudar as autoridades locais em sua investigação em andamento para que os fãs que compareceram e suas famílias possam obter as respostas que desejam e merecem, e trataremos de todas as questões jurídicas no momento apropriado”, disse um porta-voz à NBC News.

 

Vinicius Prado

Vinicius Prado

Completamente viciado pela cultura hip-hop e urbana desde 1990.