Biografia – 50 Cent – História de Vida e Carreira

1664

50 Cent pode se orgulhar da carreira que tem hoje, mas para ele o sucesso não veio fácil, quando era bem novo sua mãe foi assassinada, e aquilo foi apenas o começo. Traficando Crack, 50 cent estava em um jogo perigoso, mas ele encontrou uma nova forma de se virar: Fazer RAP

Trazendo suas habilidades de rua para o mundo do rap, 50 cent enfrentou todos seus desafiantes e colecionando inimigos, 50 se tornou um homem marcado e nove balas quase acabaram com tudo. Mas ele voltou mais forte e mais determinado do que nunca tornando sua angústia em fama e fortuna.

Sem medo e sem recuar, 50 cent tem vivido pelas suas próprias palavras:“Fique Rico ou Morra Tentando”

“Eu sou viciado em sucesso, esse é absolutamente o meu vicio” 50 Cent.

Agora conheça a História de 50 Cent por trás da música:

50 Cent nasceu como Curtis James Jackson III no dia 6 de Julho de 1975 no Queens em Nova York quando sua mãe Sabrina tinha apenas 15 anos, ele nunca conheceu seu pai.

“Uma vez eu perguntei pra minha mãe quando estávamos no parque quando vi um garoto com o pai dele brincando, perguntei por que eu não tinha pai, e ela disse “Por que você é especial, nasceu de concepção imaculada, igual Jesus” 50 Cent.

Mãe de 50 Cent, Sabrina Jackson.

Tentando se virar para sustentar seu filho sozinha, Sabrina decidiu se mudar após Curtis nascer e deixou ele com seus avôs que já tinham nove filhos criarem 50 por um tempo. Sabrina não era muito presente, ela era uma traficante de drogas nas ruas de Southside Jamaica, um dos bairros mais barra pesada de Nova York mas apesar disso ela não falava para sua família sobre o que ela era, mas todos sabiam que ela estava traficando pois sempre aparecia com grandes quantias de dinheiro e com presentes caros para seu filho, principalmente no natal, porém um dia quando Curtis tinha 8 anos, ela não apareceu.

foi encontrada morta em seu apartamento já em um estado avançado de decomposição, logo depois sua família soube que a causa da morte era por envenenamento.

“Eu lembro da minha avó dizendo que ela não ia voltar, que ela estava num lugar melhor, mas eu não entendia direito”50 cent.

50 CENT E SEU PRIMEIRO CONTATO COM AS DROGAS.

50 não soube lidar com a morte de sua mãe, ele se tornou destrutivo, quebrava coisas e ficava com muita raiva constantemente e quando tinha apenas 12 anos, 50 Cent já estava seguindo os passos de sua mãe, depois que um amigo lhe mostrou as drogas e enquanto seus avós achavam que ele estava na escola, Curtis estava traficando.

“Quando ele tinha 12 anos, ficava na quebrada com caras de 17, 18 anos.. todos o conheciam como BooBoo”Tony Yayo, grande amigo de 50 Cent.

Conhecido como “Beco do Crack” Jamaica, Queens, nos anos 80, Southside foi o epicentro da epidemia do Crack em Nova York e 50 estava no meio disso tudo, ele cozinhava na casa de seus amigos, escondia em seu quarto e depois vendia. Curtis fez de tudo para sobreviver no bairro e para ter uma presença mais imponente nas ruas ele entrou em um programa de boxe para jovens.

“Todos respeitavam ele, e se não respeitasse, ele fazia respeitar” Tony yayo.

E para se defender ainda mais, 50 colocou as mãos em uma arma e que apesar dele nunca ter usado, 50 afirma que a perceptiva das pessoas em sua volta mudaram com base nisso, por que todos sabiam que se acontecesse, ele iria atirar.

Com 14 anos, Curtis foi preso depois de levar drogas para a escola, um juiz o sentenciou para reabilitação onde ele rapidamente aprendeu a lidar com o sistema e conseguiu ser liberado em pouco tempo, mas com 17 anos, Curtis foi preso novamente quando policiais revistaram sua casa e encontraram heroína, cocaína e $15,000 em espécie. As acusações poderiam ter levado 50 Cent para prisão por nove anos, mas como era um adolescente enfrentando seu primeiro crime, foi oferecido uma alternativa para ele: “Shock Incarceration”.


Shock Incarceration era um acampamento de estilo militar, e Curtis teve que passar 6 meses lá e foi ai que segundo ele, voltou para seu caminho e desde então nunca mais foi preso, mas Curtis voltou ao tráfico sabendo que sua sorte eventualmente iria acabar.
E foi ai que aconteceu uma mudança radical de planos, inspirado por rappers que transformaram suas historias de rua em muito dinheiro, Curtis decidiu que iria escrever música para viver. E em um encontro casual com Jam Master Jay do Run DMC em uma boate de Manhattan que Curtis teve a chance de mostrar seu material e vendo potencial no que viu, Jam Master assinou com Curtis com sua gravadora JML Records, e foi assim que o traficante de 21 anos teve uma nova ocupação.

Passando de Traficante de Drogas para Rapper após assinar com Jam Master Jay do Run DMC, Curtis decidiu criar uma identidade nova para completar sua evolução pegando o nome de um conhecido bandido do Brooklyn, 50 Cent.

“Para mim 50 Cent foi uma metáfora para a mudança e que eu iria fazer coisas do meu jeito, ou então seria drasticamente diferente” 50 Cent.

50 CENT SE TORNA PAI.

 

Uma mudança ainda maior veio um ano depois, quando Curtis tinha apenas 22 anos, ele e sua namorada Shaniqua Tompkins tiveram um filho, Marquise Jackson o que fez 50 Cent levar a vida mais a sério. 50 saiu da vida de traficante, vendeu tudo que tinha e depositou suas esperanças na música aprendendo com Jam Master Jay.

Dois anos se passaram e o progresso era lento, 50 Cent estava frustrado por não ter muita atenção de Jay, então quando ele virou o produtor executivo Cory Rooney em frente uma barbearia do Queens, ele aproveitou a oportunidade, mas 50 achou que ele não deu muita confiança para sua música e deixou isso pra lá.

Algum tempo depois, 50 Cent assinou com a Columbia Records, mas a maior parte do contrato foi para pagar a quebra de acordo com Jay e sem dinheiro, ele voltou a traficar.

“Eu tinha $50000 e o bebê, então eu tinha que cuidar dele, descolei umas 250 gramas e voltei a fazer o que eu sabia” 50 Cent.

DISS ATACANDO ESTRELAS E PROBLEMAS COM JA RULE.

 

50 demorou apenas duas semanas para gravar seu álbum de estreia chamado “Power of The Dollar” mas a gravadora o deixou na espera por dois anos. Em 1999 ele canalizou sua frustração de forma lírica em uma faixa diss chamada “How To Rob” onde ele rimava sobre roubar estrelas da música, 50 escreveu a letra em 45 minutos e definiu ela em uma comédia baseada na realidade.

“Essa indústria não deixa eu comer, não deixa eu entrar, beleza, agora vou roubar todos dessa indústria, eu estou chegando” How To Rob

“Quando eu ouvi a música eu pensei “Esse cara vai fazer vários inimigos, ele é louco” Eminem.

E o single de 50 deu certo, foi um sucesso tão grande que rappers como DMX, Big Pun, Wu Tang Clan e Jay Z o responderam. 50 Cent foi fazendo inimigos, mas nenhum deles foi maior do que seu colega de bairro Ja Rule.

“Um dos meus manos roubou a corrente do Ja Rule e ele colocou a culpa em mim, desde então não ficamos numa boa” 50 Cent.

Os problemas se intensificaram quando 50 Cent a decidiu por a disputa em uma música chamada “Your Life’s On The Line” fazendo com que logo depois o ódio transbordasse  em uma briga em Atlanta.

“Eles ficaram cara a cara conversando, então 50 deu um soco no olho dele e Ja Rule socou de volta e a briga seguiu trocando socos, mas foi ai que a verdadeira treta começou, por que agora a energia era física” Amigo de 50 Cent.

A violência aumentou em março de 2000 quando Ja Rule e sua gangue fizeram uma visita a 50 no estúdio Hit Factory em Manhattan, só que dessa vez alguém puxou uma faca que acabou acertando 50 Cent logo depois que ele jogou uma caixa de som em cima da gangue do Ja Rule, Porém nada de grave aconteceu com 50 que teve que levar apenas 3 pontos no punho.

50 CENT É BALEADO 9 VEZES.

 

A reputação de Bad Boy de 50 Cent estava crescendo, mas a partir dessa briga as coisas começaram a ficar fora de controle, colocaram a cabeça do Rapper como prêmio e todos ficavam com receio de algo ruim acontecesse com ele, e acabou acontecendo algo com 50 Cent em frente a casa de sua avó no Queens.

Depois de 50 sair da casa de sua avó e entrar no carro de um amigo, um segundo carro parou ao lado dele e tiros foram disparados. 50 Cent tinha levando tiros na mão, rosto e pernas, foram nove balas no total disparadas a curta distancia.

50 foi levado as pressas para a sala de cirurgia e ninguém sabia se ele iria sobreviver ou não, uma das balas atravessou o rosto de 50 e ficou em sua língua antes de arrancar um de seus dentes fazendo com que 50 se sufocasse, e para limpar suas vias, os médicos queriam fazer uma traqueostomia, uma decisão critica para a família de 50 Cent que poderia deixar o Rapper perder sua voz.

“Se ele não pudesse fazer música ele estaria perdido sem ela, então eu disse não” – Vó de 50 Cent.

As orações de sua avó foram ouvidas e 50 sobreviveu sem a operação mas tendo que enfrentar uma batalha difícil fazendo com que ele ficasse meses na cama sem poder falar.

O motivo dos tires tem disso causa de infindáveis especulações e muitos acreditam que tinha algo a ver com o esfaqueamento e que estava conectado com a gravadora de Ja Rule, a Muder Ink.

Histórias apontam que um cara chamado “Hommo” foi o autor dos tiros e que algumas semanas depois ele foi encontrado morto, mas sem nenhuma conexão motivada por vingança de 50 Cent, mas isso é uma história que só as ruas e 50 sabem o que aconteceu.

 

RECUPERAÇÃO E SUPERAÇÃO APÓS TIROS

Após deixar o hospital, ele foi para Pocono Mountains na Pensilvânia, onde a mãe de sua namorada tinha uma casa. 50 ainda estava muito debilitado, incapaz de andar, sentindo muitas dores e com seu maxilar imóvel, mas ele conseguiu passar por isso tudo.

Depois de sobreviver, 50 iniciou um cansativo processo para a reconstrução de seu corpo, e o que não o matou, definitivamente o fez mais forte e 50 estava pronto para conquistar o hip-hop, mas havia um problema com sua gravadora que estava assustada com todas as controvérsias e demitiram o Rapper com medo de herdar algum problema dele.

Ele foi a diversas gravadoras, mas todas estavam com receio de tudo que aconteceu, P Diddy chegou a oferecer para 50 Cent um contrato de compositor, mas ele não ficou muito entusiasmado quando descobriu que seu novo empregado andava de colete a prova de balas e com uma arma engatilhada ele foi rejeitado mais uma vez.
50 sabia que teria que se virar sozinho, então ele começou a lançar discos independentes que é conhecido como Mixtapes. Uma de suas faixas “Fuck You” foi apontada diretamente contra seus agressores, uma levada agressiva e com nova sonoridade e ainda 50 tinha uma bala alojada em sua língua dando a ele uma pronuncia distintiva, fazendo sua voz mudar.

Aproveitando o momento, ele formou o grupo G-Unit com dois amigos da vizinhança, Tony Yayo e Lyod Banks e com uma crescente reputação nas ruas eles entraram em turnê lotando show após show fazendo com que pela primeira vez as músicas de 50 estivessem dando dinheiro.

50 CENT ASSINA COM EMINEM E DR DRE.

 

Agora 50 Cent não precisava mais ligar para as gravadoras, eram elas que ligavam para ele, 50 recebeu propostas de mais de 8 gravadoras diferentes, uma delas chegando a propor um contrato de 1 milhão de dólares que foi prontamente recusado pelo rapper, foi ai que Eminem, que tinha sua própria gravadora. Shady Recordes, não hesitou.

“Eu ouvi uma mixtape dele, e cada música que eu ouvia eu sentia que era a minha preferida, eu tive que levar isso pro Dre  e falar que ele devia ouvir 50 Cent, foi ai que decidimos o que tínhamos que fazer”

“Ele me ligou, nem era horário comercial, eu tinha um vôo para pegar no meio da noite, e foi ai que ue falei, ok eu vou até você” 50 Cent sobre ligação de Eminem.

Quando chegou para reunião, Eminem estava eufórico e começou a cantar as músicas de 50 Cent, ele sabia todas de cabeça, era como um fã, e foi depois dessa reunião, 2 anos depois ter sido baleado nove vezes e ser abandonada por sua gravadora que 50 Cent assinou um acordo com Eminem e Dr Dre.

“Começamos a trabalhar no álbum do 50 imediatamente, Dre mandava umas batidas para ele e ele fazia umas rimas tão loucas que eu quase caia no chão, eu ficava rtipo cara com essa música do 50 eu me aposento” Eminem

 

MAIS PROBLEMAS ENVOLVENDO VIOLÊNCIA E 50 CENT.

Quando Eminem colocou “Wanksta” na trilha sonora do filme “8 Mile”, a promoção de 50 Cent foi ás alturas e naquela época se tornou o hino das ruas. Mas quando tudo parecia bem, a violência mais uma vez sacudiu o mundo de 50 Cent.

Jam Master Jay, Mentor de 50  foi morto com um tiro na cabeça em seu estúdio em Nova York. Nesse dia, 50 Cent iria encontrar com o produtor e a polícia começou a especular que o tiro era pra ter sido nele, até hoje o assassinato nunca foi resolvido e Infelizmente Jay  não viveu para ver 50 Cent se tornando uma estrela.

PRIMEIRO E SEGUNDO ÁLBUM DE ESTÚDIO FORAM SUCESSOS.

Em Janeiro de 2003, 50 lançou o single “In Da Club” que literalmente acabou com tudo, foi um dos hits do século e um mês depois de lançada, 50 Lançou seu álbum de estreia no game “Fique Rico ou Morra Tentando” e sua hora havia finalmente chegado, o álbum vendeu 800.000 na primeira semana e na segunda semana não existiu nenhuma queda de vendas.

O Ex traficante do Queens tinha o mundo aos seus pés, mas o estilo de vida hedonista com varias mulheres que ele passou a levar veio com um custo, o seu relacionamento com a mãe de seu filho estava se acabando.

“De 2003 até 2005 eu vi uma representação de todos os tipos de vadias que Deus fez, ela vendo isso tudo acredito que ela ficou insegura e ai as coisas foram piorando até acabar”

E para piorar, 50 olhava em volta e não via ninguém que pudesse confiar, todos queriam se aproximar de 50 para aproveitar do seu dinheiro, mas mesmo as turbulências pessoais poderiam desacelerar 50 Cent e em 2005, seu segundo álbum “The Massacre” vendeu mais de 4 milhões de cópias.

50 CENT DECIDE INVESTIR FORA DA MÚSICA.

O Garoto do Queens tinha o que todo artista sonhava ter e agora ele queria mais. Ele tinha sua própria gravadora a G-Unit Records e uma crescente carreira como ator, além de arcordos com Marck Eck e Reebok que lhe renderam mais alguns milhões, mas o maior faturamento de 50 Cent estava por vir com a Vitaminwater onde ele investiu em ações da empresa e supostamente faturou cerca de $100 Milhões.

Apesar de ser um artista de sucesso 50 Ganhou mais dinheiro com as extensões das marcas do que vendendo discos e sua fortuna cresceu, assim como as criticas de que ele estava perdendo seu brilho.

PROBLEMAS COM THE GAME, SEU PROTEGIDO DA G-UNIT.

Para seus rivais, 50 Cent parecia ter se acovardado, e o rapper que deixou sua marca por mirar direto em estrelas do Hip Hop,de repente virou o alvo. Ele se envolveu em brigas com Nas, Jadakiss e Fat Joe porém mais do que ninguém, 50 sabia que terias batalhas em todos os lugares que pisasse, mas não esperava se atacado por alguém que estendeu a mão e se tornou um de seus protegidos da G-Unit, o Rapper The Game.

50 Tinha dado todo seu material para The Game fazer seu álbum, músicas que 50 tinha escrito para ele mesmo, ajudando a moldar o álbum inteiro, mas logo após o lançamento do álbum, The Game começou a desafiar a autoridade de 50 Cent na G-Unit, se associando com inimigos do rapper.

50 Cent também disse que Game não lhe deu crédito por ter escrito seu álbum, e uma guerra de palavras públicas se iniciou e o que era esperado aconteceu 50 Cent demitiu The Game da G-Unit ao vivo em uma rádio.

RIVALIDADE COM KANYE WEST SADIA.

 

Já em 2007, ele estava cercado de críticas e rivais ainda continuavam querendo derruba-lo de seu trono e isso só intensificou a pressão para ele trabalhar em seu terceiro álbum “Curtis” e para assegurar mais um sucesso, 50 usou suas habilidades de rua, o Homem que construiu sua reputação com rixas, arranjou mais uma.

Com o lançamento do álbum de Kanye West programado para o mesmo dia que o seu, 50 Cent lançou um desafio, afirmando que se Kanye vendesse mais, ele iria se aposentar, o que gerou grandes manchetes e a mídia e os fãs entraram na onda.

Kanye vendeu cerca de 1 milhão de cópias na primeira semana, ganhou a batalha, mas ambos ganharam a guerra criando coletivamente a maior semana de vendas do Hip Hop.

DIAS DE HOJE.

Hoje, mais velho e mais sábio, 50 Cent não liga mais para controvérsias como antes, as pessoas podem dizer o que quiserem, ele só irá só rir. 50 Mostrou que ele não perdeu seu foco das ruas violentas do Queens e nunca esqueceu seu passado, e é isso que até hoje que o impulsiona em suas rimas e ainda empurra em sua busca incessante pelo sucesso.