50 Cent processa médica por alegar que rapper fez cirurgia de aumento peniano

50 Cent nega que fez cirurgia e está processando Angela Kogan por usar sua imagem para vender produtos.

50 Cent não brinca com sua imagem ou seu dinheiro. Seu processo de 2019 contra Teairra Mari provou que ele conseguiria seu dinheiro por qualquer meio necessário. Na sexta-feira (16 de setembro), o rapper se defendeu de outra alegação falsa, que também o levou a processar uma mulher. Segundo relatos, 50 está processando a cirurgiã plástica Angela Kogan por publicar continuamente uma foto antiga deles juntos, levando as pessoas a acreditarem que ele foi submetido a uma cirurgia de aumento do pênis.

O rapper afirma no processo que ele tirou a foto com Kogan em fevereiro de 2020 porque achava que ela era uma fã. No entanto, ela e sua equipe usaram a foto para promover seus serviços de aumento do pênis, para desgosto de 50 Cent. Tudo começou quando o The Shade Room fez uma entrevista com  a médica e usou a foto no artigo. 50 nega ter feito a cirurgia e quer que a equipe de Kogan pare de compartilhar a foto. No processo, ele afirma que a foto está “expondo-o ao ridículo, prejudicando sua reputação profissional e pessoal e violando seu direito de controlar seu nome e imagem”.

O processo de 50 vem logo após Nicki Minaj processar uma blogueira que teria alegado que a rapper “Super Freaky Girl” era viciada em cocaína. Celebridades processando pessoas por falsas acusações não é novidade. No início deste ano, Cardi B ganhou um acordo de US $ 1,25 milhão em seu processo de difamação contra a blogueira Tasha K, que acusou a rapper do Bronx de ter uma DST. Na semana passada, Cardi revelou que ainda não foi paga pelo Youtuber. “SEND MY CHECK”, a estrela de “Hot Sh*t” compartilhou no Instagram.