‘A Cara do Crime 3’ da Mainstreet terá Bielzin, Mc Poze, Orochi e Filipe Ret

“A Cara do Crime” virou um dos projetos com mais engajamentos da música urbana

A primeira edição de “A Cara do Crime” foi um dos maiores hits do ano de 2021. A música reuniu alguns dos nomes mais estourados do funk do Rio de Janeiro. A música, que soma mais de 200 milhões de visualizações em que foi lançada exatamente em maio do ano passado, conta com o Mc Poze do Rodo, Bielzin, PL Quest e Cabelinho. A  produção é do NeoBeats.

Já a segunda edição Bielzin, Poze e Neo Beats convocaram Mc Cabelinho, Xamã para a nova faixa, lançada pelo canal da Mainstreet Records, gravadora onde Poze e Bielzin tem contratos assinados. A faixa chegou nas ruas acompanhada de um videoclipe, que conta com cenas gravadas em comunidades da Zona Sul do Rio de Janeiro. A música foi mais uma que viralizou.

Agora, a princípio, a terceira edição terá novamente MC PozeBielzin e contará com ninguém mais, ninguém menos que os rappers Filipe Ret e Bielzin. A expectativa para esse projeto já está sendo bastante grande entre os fãs dos quatros artistas.

Filipe Ret está em um momento próspero em sua carreira, com uma musicalidade inovadora, e projetos que causaram inveja em qualquer empresário e artista. O cantor começou seu negócio de cultivo de maconha nos Estados Unidos, além de ter levado sua turnê para o país, e mostrando que também existe público do rapper lá nos EUA.

Orochi é um dos donos da Mainstreet, onde sairá o projeto. Hoje, a Mainstreet Records é uma potência e se comporta como algo maior do que o projetado. Criou corpo, serve de referência e se estrutura com nomes como MC Poze, BIN, Borges, PL Quest, Bielzin, Shenlong, Chefin e Oruam. Com isso, é a gravadora mais ouvida do rap nacional, acumulando 5.9M de ouvintes mensais no Spotify e 1.2M de inscritos no YouTube.

Sair da versão mobile