Capa Bianca Dominguez e Deolane Capa Bianca Dominguez e Deolane

Acompanhante de luxo do caso MC Kevin alega que foi agredida por Deolane

Bianca Dominguez é peça chave na morte do cantor

O caso sobre a morte de MC Kevin ainda segue dando o que falar. A acompanhante de luxo Bianca Dominguez, que estava com o funkeiro no dia de sua morte, pediu à Polícia Civil para investigar a viúva Deolane Bezerra, por agressão e ameaças nas redes sociais. Bianca foi ouvida na 16ª DP (Barra da Tijuca), zona oeste do Rio de Janeiro, na quarta-feira (10).

No depoimento, a acompanhante de luxo alegou que foi agredida por Deolane Bezerra na delegacia no dia seguinte à morte do cantor, quando estava de costas. Em um dos trechos da oitiva, ela disse que “sentiu uma pancada do lado direito praticada por Deolane, que possui foto da lesão e junta aos autos, estando com os olhos roxos”, alegou a moça.

Ela ainda ressaltou que está desempregada desde o caso, no primeiro semestre, e ter deixado de cursar a faculdade de gestão comercial. A modelo também afirmou que, pelo trauma e uso de bebida alcoólica, pode ter deixado de informar alguns detalhes no primeiro depoimento.

Bianca ainda afirmou que Jhonatas Cruz, outro amigo de Kevin, foi até o quarto levar camisinhas e se interessou em ter relações com ela também, mas que o funkeiro não permitiu. Já VK teria dito para o cantor que alguém estava chegando e que ele tinha que se esconder.

Bianca Dominguez informou também que se distraiu por um momento e que quando olhou para a varanda o Mc Kevin já estava com as suas mãos na sacada, colocado as pernas pra fora. Segundo depois, o artista escorregou e caiu.