Nas primeiras horas desta quarta-feira (28) o rapper Akira Presidente liberou nas redes sociais seu novo single “Sem Saída”, a faixa segue o single “Pablo” lançado há algum tempo e traz o rapper rimando sobre situações da vida. “É um som muito pessoal, mas eu sei que vai ter um entendimento muito fácil por ser algo comum para muitas pessoas. Depois de “Melhoria Gang” eu entendi o quanto é importante a gente dizer certas coisas que precisam ser ouvidas, é a evolução da minha ideia de música com aquilo que me levou a construir essa visão, que é um pouco do meu passado, das história que passei…” explica o rapper para o RAP+.

É mais uma faixa entre Fa7her e El Lif Beatz, os dois são os fundadores do selo carioca Piramide Perdida, e mantem essa parceria desde 2014, onde mostram uma sintonia única no cenário nacional. “Ele sabe exigir o melhor de mim, sabe o que eu quero. Por ele conhecer muito bem todos os artistas da Piramide, ele sabe com qual som quem vai encaixar mais. Ao mesmo tempo por eu ter confiança nele, eu sei que meu trampo rende bem, eu sei que se eu chegar só com uma rima ele vai achar o beat, e se ele chegar com o beat eu vou achar a rima que vai equilibrar um com o outro..” explica. “Na verdade o sucesso da parceria é esse equilíbrio, achamos nossa sonoridade, evitamos o previsível e sabemos render juntos. É o lance da convicção um com o outro, temos uma liberdade muito boa pra trabalhar juntos”.

O videoclipe de “Sem Saída” encaixa perfeitamente com as letras da música, o visual gravado na favela do Manguinhos no Rio de Janeiro, teve o diretor  Cauã escolhido a dedo por Akira Presidente, que também participa do roteiro.

“Eu sempre me envolvi com roteiros, nas construções dos meus videoclipes, eu sempre quis trabalhar esse som com o Cauã porque sempre soube que ele seria a pessoa que conseguiria captar a visão que eu queria. Eu tava numa fase ouvindo muito Golden Era, Nova York, anos 90 e os Boombaps de hoje.. Nova York sempre me influenciou e eu estava sentindo falta de um clipe com essa linguagem. Eu não queria romantizar, eu queria fugir dos esterótipos da nossa vivencia […] quando encaixou a ideia e achou a locação, tudo fez sentido para a linguagem visual da música, tá bem concreto, ta bem completo, com a nossa cara da vida normal, como vivemos nela.” conta.

Confira o clipe de “Sem Saída” acima e espere uma entrevista completa com o artista nas próximas horas.